Sábado, 10 de Abril de 2021
Follow Us

Sexta, 26 Fevereiro 2021 09:23

Minha solidariedade ao Mariano Brás, mas quem é João Lourenço para não ser citado

Justamente quando merece e deve ser? João Lourenço não deveria perder tempo escondendo a sua incompetência, que já está mais do que escancarada, com essa tentativa de deturpação do sentido da aplicação do respeito e de assassinato do direito de opinião.

Pois as pessoas manifestantes de suas ideias e opiniões merecem ser respeitadas em vez de intimidadas, com ameaças de quase tudo e mais alguma coisa uma constante em Angola, eu não vejo crime nenhum de calúnia nem de difamação cometido pelo conceituado jornalista Mariano Brás.

E quem é sensato, se é que já fez o somatório da gestão assassina, brutal e ainda corrupta de um João Lourenço, que nem teve tempo para dar uma palavra de conforto às famílias enlutadas vítimas dos massacres de Cafunfo e não só, perpetrado por uma polícia nacional ao seu serviço.

Se tivesse mesmo hoje que escolher a pior figura do ano passado juntando toda porcaria feita o ano passado incluindo o massacre mais recente, prisões arbitrárias com a cumplicidade do seu silêncio.

Tenho a certeza de que João Lourenço não escaparia como tal, e lhe desafio a fazer um inquérito para ver se grande parcela da população estaria ou não do lado da opinião do jornalista Mariano Brás.

O jornalista Mário Brás no fundo até só exteriorizou aquela que é a opinião generalizada da grande maioria dos angolanos, repito, que façam um inquérito se não vão constatar isto mesmo que ele escreveu e justamente?

E quem é João Lourenço afinal, para não ser citado como tal quando até mesmo, os factos confirmam e são mais do que evidentes de que o país é sim governado por criminosos?

Qual calúnia, qual difamação, qual quê?

O que João Lourenço deveria fazer em vez de tentar intimidar os jornalistas que não lhe lambem com queixas junto de um sistema judicial que todos os angolanos sabem.

Ser um instrumento ao seu serviço e do seu famigerado partido repleto de corruptos.

Seria fazer a sua declaração de bens e provar a nação angolana de que tudo que conseguiu foi de forma limpa, quem sabe assim, ainda conquistaria a credibilidade que tem estado a perder a cada dia que passa?

Por Fernando Vumby

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up