Domingo, 29 de Mai de 2022
Follow Us

O Banco Nacional de Angola (BNA) aprovou a criação do Fundo de Resolução, para acautelar riscos sistémicos que atentem contra a estabilidade financeira, cujos recursos terão origem em contribuições das instituições bancárias, mas também do Estado, foi hoje anunciado.

A informação foi confirmada, em Luanda, pelo presidente do Conselho da Administração do Consórcio Quanten, Segun Thomas, à saída de uma audiência com o presidente angolano, João Lourenço.

A ministra das Finanças de Angola disse hoje que o Governo reviu em alta a previsão de crescimento económico para este ano, antecipando agora uma expansão de 2,7% devido ao aumento do preço do petróleo.

A emissão de dívida pública no mercado interno tem sido uma das apostas do Governo de Angola para evitar endividar-se no mercado internacional

O economista sénior da Global Evolution elogiou hoje, em Luanda, as reformas económicas realizadas pelo Governo de Angola, com destaque para a liberalização do mercado cambial, mas defendeu que é também importante a redução da taxa de inflação.

O Banco Nacional de Angola (BNA) revogou a licença de seis instituições financeiras não bancárias por incumprimento das normas legais e regulamentares depois de lhes terem sido instaurados processos sancionatórios e pelo "reiterado incumprimento das normas e regulamentos complementares que regem as suas actividades".

Há seis anos que o maior banco público regista prejuízos. No total são mais de 1,1 biliões Kz. O regresso aos lucros só deverá acontecer depois de 2023.

Página 1 de 396