Terça, 22 de Setembro de 2020
Follow Us

O secretário de Estado das Finanças de Angola garantiu hoje que o país vai honrar os compromissos financeiros com os credores comerciais apesar da forte subida dos juros, noticiou a Bloomberg.

O presidente do Conselho de Administração da Sonangol disse hoje, em Luanda, que está concluído o trabalho técnico para a retirada de subsídios aos combustíveis, cabendo agora a decisão final ao governo.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) alertou hoje que os riscos económicos em Angola "aumentaram de forma dramática", mas considerou que o empenho das autoridades deverá garantir que o programa de ajustamento continue no rumo certo.

A reestruturação da dívida alivia a pressão sobre as contas angolanas, mas “é preciso pagar este empréstimo” e não se sabe exatamente em que condições, disse o economista Carlos Rosado de Carvalho, mostrando-se preocupado com a divida à China.

Os preços do conjunto de alimentos da cesta básica nos principais armazéns de Luanda aumentaram em relação a Março, período em que se registaram os primeiros casos da pandemia na capital angolana.

O valor real da dívida de Angola com a China está calculado em 20.1 bilhões de dólares ou 20.1 mil milhões de dólares, e é o maior credor do país, disse hoje a ministra das Finanças, Vera Daves.

A ministra angolana das Finanças, Vera Daves, afirmou hoje que as iniciativas para o alívio da dívida negociadas no âmbito do G20 se deverão traduzir numa poupança de seis mil milhões de dólares (cinco mil milhões de euros) até 2023.

Página 1 de 335

Log in or Sign up