Domingo, 25 de Setembro de 2022
Follow Us

Terça, 09 Novembro 2021 23:42

UNITA: Os desafios da democratização interna - Alcides Sakala

Seguindo de perto, e através das redes sociais, o que se passa no seio da nossa organização, apelo, aos militantes da UNITA, à serenidade e ao comprometimento à causa e aos objectivos adoptados no momento da fundação da UNITA, em Março de 1966.

Nessas mensagens que circulam nas redes sociais, enquanto barómetro político e social, parece estar na moda, o discurso da agressividade, do populismo e da humilhação, na forma como se tratam uns e outros, fruto de suspeições que nos fragilizam, quebrando a autoridade da organização, o que alimenta a intolerância interna. Deve-se parar a narrativa populista de uns serem “traidores e outros marimbondos”. Deve-se parar o discurso, " mata, esfola e expulsa." que não dignifica de forma nenhuma a organização. 

Aproxima-se o congresso e das várias candidaturas que surgirem, se as houver, que ganhe a melhor para que se faça do Congresso a festa da nossa democracia interna, um valor adquirido como cultura política da UNITA.

E a Direcção que for eleita, tenha a capacidade de construir a coesão, a unidade e o clima de diálogo necessário no seio da organização para guindá-la aos grandes desafios que temos diante de nós, essenciais para a vitória em 2022. 

Não nos esqueçamos que as organizações políticas, nascem, crescem e desenvolvem-se e, em função da capacidade das respectivas lideranças, agigantam-se ou fragilizam-se, como aconteceu com muitas forças políticas que sugiram em 1992.

Pela memória do Dr. Savimbi, unamo-nos para a alternância política.

por Alcides Sakala

Rate this item
(0 votes)