Sexta, 30 de Outubro de 2020
Follow Us

Sexta, 03 Janeiro 2020 09:33

A guerra de todos contra todos de João Lourenço

Os segregados, os injustiçados em Angola, não são os únicos que se benfeitorizaram do regime de Eduardo dos Santos. O regime que espigou sortidas figuras do MPLA, é o mesmo que hoje chefia os propósitos da nação angolana, e, seleccionou os seus arguidos para fundamentar uma falsa justiça à ser efectivada em Angola.

Onde os únicos réus são os filhos e apaniguados de Eduardo dos Santos. Os humilhados e esquecidos, nem sempre são as pessoas e os grupos que nós pensamos como tais. JES acusou JLO para o substituir num acto imperativo e inaceitável, contra a vontade da cúpula de anciãos, acólitos e fiéis servidores do MPLA. O “Papa” não se deixou ficar no esconderijo de um túnel, deu a cara, apresentou – se com toda a coragem e vontade. Lançou uma notícia numa reunião do BP, que tal, fez – se na expressão de um verdadeiro explosivo. Os estrondos causados pela bomba forçaram os anciãos e acólitos a se afugentar muito longe deste lugar.

Tomados pela ira e pelo medo da notícia, evitaram que os seus ouvidos tolerassem o ruidoso frenético deste explosivo. Nesta metafórica apreciação verbal, Lourenço foi apresentado como uma figura recusada por todos, um mal que viria vindimar a cúpula dos camaradas. Desde então, ninguém mais queria tê – lo na confraria enquanto substituto de JES. A revolução imediata dos anciãos, obrigou o “Papa” a adiar o encontro. Numa nova encarnação, nem mesmo padres e acólitos ponderaram a decisão do mestre, era imperativo que (segundo JES) JLO fosse o substituir. Mas o destino, afinal, é mesmo irónico, aquela pessoa a quem o próprio Mestre nunca pensou em deixar o seu poder, foi nesta em que a graça de Deus permitiu que o poder da terra chamada Angola, fosse repousar. Tudo feito à gangosa, de favor, sem nenhum sacrifício, sem nenhum esforço. Pois, até por fazermos artigos de opiniões em defesa de JES ameaçaram – nos à morte por agentes desconhecido, sendo, assim, esse acto, é de enorme risco e sacrifício, como poderia JES dar o poder à JLO de forma totalmente banal?

Sem nenhum sacrifício para tal? O ditado português apela que, o poder conquista – se, não se oferece. Pela ironia do destino, JES ofereceu o poder à JLO sem ele ter conquistado o poder, sem que este fizesse um único sacrifício, como prova da sua fidelidade à JES. JES lhe deixou o poder entregue às suas mãos de forma supérflua. Assim, foi – lhe oferecido por completo o poder total do País, desde o Partido à República, tudo, mas tudo de bandeja, é coisa para se rir ou chorar? Pois que, isso, nem mesmo nos céus, acontece. Se fosse, Lúcifer (o anjo do mal) não seria expulso dos céus por Deus, por tê – lo desafiado como intento de tomar o poder dos céus.

A substituição à ser precisada por JLO já estava decidido pelo líder, e, nenhuma vontade dos camaradas poderia suplantar. Porém, essa verdade tomou o peso da evidência contrária, é líquido haver indivíduos dotados de imensa mentira no País, como jornalistas, ou outrem, a quer ludibriar o povo com mentiras desprovidas de razão, ao afirmar que, tenha sido o MPLA a indicar JLO, e, não JES.

Na verdade, tal quanto é actualmente, o MPLA era a vontade de JES, como o é hoje, a vontade de JLO. O que se nota hoje é que, mesmo que o MPLA tenha vontade de reconciliar o Partido, não consegue, porque esta não é a vontade do líder, desde logo, a luta continua e a vitória é certa.

O MPLA põe os pés lá onde caminha o líder. O seu caminho é iluminado pelos olhos do líder, e, nunca o contrário. Se, no futuro, aparecer um líder a substituir JLO, caso o mesmo seja oposto à JLO, JLO sofrerá as mesmas circunstâncias quanto hoje, JES passa. O MPLA é uma organização ordeira, que pedala a sua disciplina em torno do líder e suas deliberações. A sua caminhada está em direcção do aio. É de facto, o chacil de um carro, onde o líder é o motor. Na verdade, não é o MPLA, quem está a perseguir JES e sua prole, mas sim, JLO e os seus estão a persegui – lo. O MPLA é forçado simplesmente a fazer a vontade do líder, queira sim, queira não. Não há opção alguma para o Partido, e para quem lá esteja. É a lei do tudo ou nada, ou és meu, ou te retiras, e pronto. 

Fica quem quiser aceitar os ideais de Lourenço, quem não quiser é forçado à se retirar, como dizia Truman “Quem não aguenta com o fumo da coisinha que se retire.” É assim, que o MPLA funciona. Aquilo quanto JLO decidir para o Partido, o Partido, embora não queira, deve cumpri – lo, sob pena de muitos serem sancionados. Sempre foi assim, desde a era de Neto à Dos Santos. O MPLA foi uma carcaça dirigida por um motor chamado Presidente do Partido. Desde logo, não é, e, nunca foi pretensão do MPLA perseguir o homem que dirigiu o Partido há mais de 30 anos, em momentos mais tenebrosos, e escabrosos da história. Para o MPLA, Dos Santos transformar – se – ia num verdadeiro ícone da nação angolana depois de ter abandonado o poder. Tê – lo – ia feito, numa figura incontornável da história na República de Angola, onde o 28 de Agosto tornar – se – ia num verdadeiro feriado nacional, porém, para JLO esse sonho não pode ser possível. Nem nos céus, nem na terra.

Diga – se a abona da verdade que, João Lourenço não é nenhum inocente, é um dirigente como os outros, que tanto se beneficiou da corrupção e de toda forma de extravio do erário do Estado que tomou posse no palco angolano, no passado. Desde logo, o dinheiro que JLO possui extraiu dos cofres do Estado na era de Eduardo dos Santos. E, hoje, finja – se de ser inocente querendo dissimular comportamento de um anjo caído dos céus, que fugiu da luta entre anjos e demónios no firmamento. João Lourenço fez – se multimilionário em Angola graças a mão direita de JES que permitiu que tal fosse um facto. Desde logo, os variados bens patrimoniais que hoje possui são fruto da imensa corrupção que tenha realizado enquanto este era o homem forte do Partido dos Camaradas, ocupando variados lugares de dimensão cimeira, no plano político do MPLA.

A sua humildade hipócrita, escondida numa altivez muito fina, o caracterizava como um homem fiel e de hombridade rara, dotado de imensa disciplina e rigor, que nunca haveria de opor – se ao mestre. A sua fidelidade ao mestre, parecendo ser um chinês, que cumpria à cor da letra, o que mandava a regra do Partido, fez – lhe no escolhido de Dos Santos.

Os princípios da justiça apelam que, os humanos dotados de maior fraqueza, devem ser os primeiros à terem o gozo pleno da justiça, como forma de os proteger. Mas em Angola, parece ser o inverso. Di – lo inspirado pelo supremo valor da justiça, e pelo supremo valor da igualdade. A parcialidade da justiça angolana, em aludir os seus ponteiros apenas aos filhos de Eduardo dos Santos, dão prova de uma manifestação luzente de como a justiça deixa – se levar apenas para o bem dos mais fortes, neste País.

Recentemente, pôs – se à circular pelas redes sociais, uma notícia de sisudez imensa, onde faz – se notar, por um anonimato de que, JLO é um dos tantos que fez corrupção à seu belo prazer, até fazer – se num multimilionário, a notícia veiculada pelas redes sociais, dá conta da existência de um processo de corrupção em passo contemporaneamente realizado, onde o principal favorecido é a família Lourenço, vejamos o descrito pelo anonimato:

1- Crédito da empresa do Presidente João Lourenço e da esposa Ana Dias Lourenço no BPC no valor de 10.000.000.00 USD foi apagado de forma criminosa no sistema por Ricardo de Abreu com a cumplicidade do Eng. Mário Nsingui ex Director de Informática do BPC;

2- Crédito da empresa do Presidente João Lourenço no Banco Económico no valor de 30.000.000.00 USD foi comprado pela empresa do Eng. Manuel Domingos Vicente, por isso não consegue prender o homem;

3- Crédito da empresa do Presidente João Lourenço no BDA foi apagado no sistema pelo actual Ministro da Economia e ex PCA do BDA no sistema;

4- Ações do Presidente João Lourenço no Banco Sol passou para os empregados da sua casa, vejam os nomes ( erradamente pensam que são funcionários do escritório do Dr. Carlos Feijó), para dissimular a venda, contornos desta operação criminal teve a cumplicidade de Coutinho Nobre Miguel (Ex PCE do Banco Sol), Valter Filipe ( na altura Governador do BNA) e Carlos Feijó (advogado da operação);

5- Negócio corrupto de compra de navios no valor de 4bilhoes abortados pelo ex Ministro das Finanças Armando Manuel e Ex Directora da Dívida Angélica Paquete, envolvendo o ex Presidente João Lourenço e seus amigos libaneses envolvidos nas dívidas ocultas de Moçambique;

6- compra de casas para os adidos militares num condomínio em talatona do seu cunhado Catraio ( Tio Gindungu) e onde vive um dos seus filho não é corrupção?

7- JLO recebeu as ações da Sonangol no Banco BAI numa operação com contornos criminosos e com a cumplicidade de Manuel Vicente e Lima Massano;

8- Ana Dias Lourenço sócia do Banco BNI representada pela sua sobrinha onde tirou o dinheiro?

9- Ana Dias Lourenço sócia do Minoro Dondo no negócio dos medicamentos e das farmácias deste o tempo em que era Ministra do Planeamento, inclusive receberam uma casa no Brasil deste Empresário a que título?

10- Ana Dias Lourenço e João Lourenço são detentores de um património de casas em talatona, como conseguiram? Vejam as declarações do pagamento do IPu nas repartições fiscais e verão a quantidade de património que possuem. Onde conseguiram os recursos para estes investimentos?

Essa lógica de perseguição à família dos Santos é desprovida de aclamação. Afinal de contas, JLO também é um autêntico corrupto. Parece ele, detestar os ricos, onde ele mesmo faz parte da lista destes. A lógica de JLO do “coitado dos ricos”! É uma lógica despida de verdade, até parece ser JLO um anjo caído dos céus, mas na verdade, JLO é um milionário que quer passar a impressão de ser um pobre à defender o povo que nunca se beneficiou da riqueza. Na verdade JLO, só quer ser o mais importante de Angola, e, fazer – se num messias, para permanecer no poder tal quanto Putin que ao longo de 20 anos apresentou – se como o único candidato dos russos, expressando a sua presença na presidência da Rússia desde os anos de 1999 até aos nossos dias. Mas Putin, é um líder brilhante, um dos mais inteligentes líderes deste mundo. Não é a toa que permaneça no poder até aos nossos dias.

Portanto, como um gatuno irá lutar contra os outros salteadores da mesma cúpula? Se este ladrão julga os ladrões antigos, enquanto continua a fazer do roubo a única forma de sobrevivência do seu próprio Governo, desde então? Todavia, quer queiramos, ou não, o povo um dia acordará, e poderá saber que está a ser enganado por JLO, e que, os seus truques de governar não passam de uma forma de os convencer à votá – lo, enquanto persegue dos Santos continua a assaltar os cofres do Estado angolano e a fazer – se de “um anjo caído dos céus numa luta entre anjos e demónios.” Assim, a corrupção não acabará nunca, continuará em pé, de pedra e cal, inamovível e sem ferrugem.

JLO será o futuro bilionário da Nova Angola!

Por João Henrique Hungulo

Bem – haja! 

Rate this item
(4 votes)

Log in or Sign up