Terça, 16 de Abril de 2024
Follow Us

Quarta, 31 Mai 2023 12:41

SIC detém cidadãos nigerianos por tentativa de furto de navio angolano “Garcia I”

O Serviço de Investigação Criminal, através do seu Departamento Nacional de Investigação Criminal do Porto de Luanda, numa acção conjunta com a Polícia Fiscal Aduaneira, mediante denúncia, despoletou uma acção Investigativa que culminou com a detenção em flagrante delito de 11 cidadãos nigerianos, com idades compreendidas entre os 37 aos 52 anos, tripulantes de um Navio Rebocador denominado RUTH de pavilhão Nigeriano.

De acordo com o porta-voz do SIC, Manuel Halaiwa, a detenção ocorreu numa altura em que os referidos cidadãos estrangeiros já estavam em movimento há mais de duas milhas da baía de Luanda, rebocando fraudulentamente o Navio denominado Garcia I, de Direito Angolano, antes pertecente a empresa de transportes marítimos World Wide Internacional e actualmente pertecente a empresa Birlui Holding Internacional, detida por um cidadão Sul Coreano, sem que para tal estivessem devidamente autorizados pelas autoridades marítimas competentes, a sair do território nacional.

A acção, soube Angola24Horas, aconteceu em coordenação operativa com outras forças do sistema de Segurança do Porto de Luanda, com destaque para a Polícia Fiscal Aduaneira, SINSE, AGT, SME, Capitania de Luanda e Segurança Portuária.

O esquema deste agora configurado crime de Furto, segundo ainda o Superintendente-chefe de Investigação, Manuel Halaiwa, foi engendrado pela empresa Birlui Holding Internacional, que suspeita-se ter já vendido o referido navio, e não querendo sujeitar-se aos encargos tributários relativos à venda, atraiu esses tripulantes nigerianos para fazer sair do território nacional o Navio Garcia I, de forma fraudulenta.

Da Investigação preliminar em curso levanta-se fortes suspeitas desses indivíduos não estarem agir de forma isolada, porquanto poderão estar a receber auxílio de outros cidadãos em território nacional, e que o SIC vai aferir nos próximos dias.

Refere também que os cidadãos ora detidos serão presentes ao Ministério Público para ulteriores trâmites processuais, enquanto diligências prosseguem para determinar e deter outros envolvidos.

“Lembrar que este caso não é novo, porquanto um outro grupo de dez cidadãos nigerianos, tentaram numa acção idêntica no pretérito dia 21 de Março, com um Rebocador de pavilhão Nigeriano, também apreendido, furtar o Navio Petroleiro denominado "Ngol Dande 1", propriedade do estado Angolano, afecto a Empresa Sonangol Shipping”, denunciou Halaiwa.

Na sequência da operação foram também detidos 3 cidadãos nacionais, nomeadamente: o Chefe de Secção de Segurança Marítima e Fiscalização- Capitão- José Carlos Rodrigues Amaral, o Oficial de Segurança Marítima, Armando Emílio Nkai, e o Funcionário da Empresa de Embarcação Garcia (Birlui Holding, Luvumbo André Nkosi.

Todavia, o SIC e a Polícia Fiscal Aduaneira garantiram que vão continuar implacáveis nas acções de enfrentamento com vista a prevenir e reprimir a criminalidade que ocorre na orla marítima angolana.

Rate this item
(1 Vote)