Sábado, 21 de Mai de 2022
Follow Us

Nos últimos tempos, vêm acontecendo vários incidentes que põem em causa o processo de democratização em curso no nosso país. Têm a ver sobretudo com a actuação de alguns órgãos de decisão política e de forças encarregues da manutenção da ordem. É preciso pôr um «basta» nisso, se não quisermos que a carruagem de comando descarrile, levando consigo as demais carruagens e tudo quanto a elas esteja atrelado.

A população de Luanda, sentiu na pele, um pouco daquilo que o povo Tchokwe tem sentido todos os dias. O misto de dor, sofrimento, revolta, ódio e esperança de justiça, pelas mortes selectivas atráves da mão pesada e maquiavelica do MPLA, o partido que usa o aparelho do estado (SINSE/DINIC/PN)para intimidar e na pior das hipoteses envenenar, matar e silênciar elementos do seu o seu próprio povo, por pensarem diferentes e serem contra o regime autoritário instalado por JES, desde 1979 periódo em que este subiu ao poder. 

Sexta, 29 Novembro 2013 19:15

Angola decreta um «Islamismo» out?…"

O artigo 41º da Constituição da República de Angola (CRA) intitulado (Liberdade de consciência, de religião e de culto) diz, nos seus quatro parágrafos, que:

Os últimos desenvolvimentos, da situação política em Angola, que se traduziram na sua autentica deteriorizacao, em virtude da casmurrice, da ala dos bucais do MPLA, em continuarem com os métodos, da era de Constantin Chernenko, ignorando completamente, o facto de que em Angola, o comunismo nunca vai regressar, só demonstra que este grupo minoritário, do partido dos camaradas, deseja de facto desesperadamente, regresso da guerra em Angola.

Quarta, 27 Novembro 2013 16:08

Nem os cortejos fúnebres são respeitados?

Como se sabe, na véspera da última manifestação ocorrida em Angola, um dirigente da CASA-CE foi abatido por forças da segurança presidencial(?) - de acordo com a Polícia Nacional - por ter abandonado (fugido) de uma viatura onde estava a ser transportado para investigação após ter sido detido a colocar prospectos em favor da Manifestação do 23N, por acaso convocada pela UNITA e já aqui abordado.

Quarta, 27 Novembro 2013 14:42

Massacres em Angola

Quantos, e quantos e quantas crianças, jovens, velhos intelectuais de renome e outras não pereceram!?

Os nossos mortos

Ganga, meu irmão,

No tempo colonial

Os jacarés ajudavam o povo

A pagar imposto ao opressor,

Como é meu hábito, todas as manhãs passo a vista aos sites de notícias nacionais e internacionais, sobretudo africanos. Não é novidade que tudo que diz respeito a Angola merece uma análise mais aturada.

Página 281 de 288