Segunda, 05 de Dezembro de 2022
Follow Us
Segunda, 05 Dezembro 2022 16:20

O Sonho do Terceiro Mandato

Os analistas de plantão, criados a imagem de João Lourenço, são alimentados pelos cofres cheios de dinheiro roubado pelo MPLA ao erário público nacional. Essa gente formatada pelo corpo expedicionário da escola do DIP do MPLA, mostram-se aficionados adeptos arrogantes da teoria ficcionista da conspiração. 

Eu discordo completamente das opiniões partilhadas por muitos que alegam que pelo facto do MPLA não ter maioria absoluta. Que isto vai lhe condicionar a alterar o que quiser e bem entender, essa não é conversa para um país que se sabe não ser um estado de direito democrático.

Quem promete conquistar o poder, mesmo consciente de que não o vai conseguir porque o MPLA nunca deixará: Uma pergunta " Mas assim também não é enganar o povo “?

Os recorrentes actos inconstitucionais que têm assolado o Continente africano, situações como: golpes de Estado, tensões, caos, conflitos estatais e interstatais dentro das regiões africanas, têm levado o Continente à um clima constante de instabilidade, causando crises humanitárias, fluxo imigratório descontrolado, terrorismo, mortes de civis, rebeliões, revoluções sociais, atrocidades e ambientes hóstis de insegurança, e é exactamente aqui onde Angola tem mostrado e demostrado a sua grande capacidade, eficácia, eficiência e prontidão diplomática de mediação e gestão de crises, de modo a garantir uma África mais segura e estável.

Já é como quem diz; aqui mandamos nós não precisamos legitimidade do povo, e quem não manda cumpre se não quiser levar um tiro do peito. Ou ser envenenado a qualquer momento e circunstâncias que criam em frações de segundos geralmente dado terem tudo em suas mãos e controle.

Ele ainda respondeu aos disparos feitos contra ele e fugiu até a casa de uma vizinha, onde acabou mesmo por sucumbir. Isso aconteceu na madrugada de quarta-feira depois de emboscado na Rua F próximo á FTU, endossado por um amigo que já estava detido usado pelos muxaxos (homens) do SIC.

Quem olha para o panorama político angolano atual, desde o inédito caso na história da humanidade. De quem governa não ter precisado ganhar as eleições, e quem ganhou as eleições não estar a governar o país e se deixar assim como se nada de mau tivesse acontecido.

A problemática das Apropriações Públicas por via das Nacionalizações

Página 1 de 300