Domingo, 25 de Setembro de 2022
Follow Us

Mas a veia demagógica de Rui Falcão não tem limites. Outro exemplo foi a crítica ao líder da CASA-CE a quem apelidou de “papagaio político” e que, segundo disse, deve a vida ao presidente José Eduardo dos Santos.

O Presidente do Conselho de Administração das “Edições Novembro” e director do Jornal de Angola, António José Ribeiro, parece ter desaparecido em combate e estar refém da sua própria ambição. Diz-se que entrou em depressão por ter sido informado que deixará a direcção do Pravda, que se sente traído pelo seu sipaio predilecto, Artur Queiroz, e incompreendido por todos aqueles a quem bajulou. 

A República de Angola encontra-se numa verdadeira encruzilhada política sustentada pelo atual poder político do ditador José Eduardo dos Santos, ou resignadamente apoiada por todos os partidos políticos da oposição em Angola, a Igreja Católica, certos pastores evangélicos etc, etc.

Depois de retomar as aulas no mês de Agosto, os professores esperavam não serem descontados no salário do mês de Julho, para supressa dos professores que se mantiveram firme até ao ultimo dia da greve, mais uma vez foram descontados 90% do seu salário e, ao mesmo tempo o governo faz sair um comunicado dizendo que por causa da greve que se verificou na província o ano lectivo vai ate dia 15 de Janeiro 2015, sem consultar os Professores.

1 ) - Mais um julgamento simulado para salvar a pele dos verdadeiros responsáveis pelo crime bem posicionados !

Terça, 02 Setembro 2014 15:13

A confissão de um criminoso

Em 1992 o presidente angolano ditava quem a Policia ou milícia do MPLA podia matar ou viver , segundo antigo porta voz do MPLA, o governador de Namibe Rui Falcão, em 1992 quem salvo o dirigente da CASA-CE, Abel Chivucuvucu foi nada mais  que o arquitecto da paz , exeletismo comandante em chefe, José Eduardo dos Santos.

O Movimento CPLP (Comunidade de Países de Língua Portuguesa) pela Cidadania, organização da sociedade civil em Lisboa, Portugal, manifesta-se energicamente, em comunicado datado de 29/08, contra o que entende ser a lógica da articulação do mercado "puro e duro" imposta por um  mercado capitalista neo-liberal visando a destruição do património material e imaterial comum da comunidade e da humanidade.

Segunda, 01 Setembro 2014 10:11

O disfarce inusitado da Ditadura

Transcorridos uma imensidão de anos após a publicação do artigo escrito e publicado pelo jornalista e ativista politico Morais, o regime, autor confesso do descalabro politico, econômico e social do país humano continua igual a si mesmo.

Página 273 de 295