Quarta, 05 de Outubro de 2022
Follow Us

Sábado, 16 Abril 2022 20:46

Se o MIREX é uma Princesa perfumada coberta de pedras preciosas o que Eu sou para Ela um Príncipe ou um amante?

Não irei misturar diplomacia com romantismo político, não é esse o objectivo, a questão aqui é mesmo dar a conhecer cada vez mais os factos e as dinâmicas diplomáticas, as directrizes, as normas, os princípios, as regras e os mecanismos geoestratégicos que regem toda a comunidade internacional, que permitem os Estados de correrem atrás dos seus interesses de governo colocando em prática os programas políticos traçados pelos seus líderes ou pelas suas elites governativa.

Aproximam-se às eleições gerais e desta vez a diáspora angolana irá votar o que directa ou indirectamente é sinônimo de algo positivo apesar que muitos angolanos não conseguiram tratar ou actualizar os seus cartões eleitorais nas Embaixadas e nos Consulados, mas ainda assim fica a ideia de que essa dinâmica do voto na diáspora tende a continuar e que haverá maior organização nos próximos pleitos eleitorais.

É exactamente aqui onde entra o MIREX o Ministério que Eu trato respeitosamente e carinhosamente de Princesa. O MIREX deve baixar ordens pontuais para que haja maior organização no dia do voto, que os nossos diplomatas mantenham o profissionalismo e que tenham a capacidade de criar um ambiente sereno de modo a permitir que possam votar a vontade todos àqueles que registaram-se, que tudo corra num espírito de cidadania, patriotismo e tranquilidade.

As nossas Embaixadas e Consulados têm sido alvos de críticas por parte de milhares de angolanos espalhados pelo Mundo, mas o que se espera realmente depois das eleições de Agosto é que os novos funcionários (Embaixadores e Cônsules gerais assim como os demais membros do corpo diplomático) façan diferente, que mostrem competência político-diplomática para levarem adiante a nossa diplomacia, o Partido que vencer as eleiçoes (seja quem for) que constitua um governo mais inclusivo, promovendo os melhores quadros do País, colocando-as nos lugares estratégicos.

Pessoalmente a minha maior preocupação é mesmo o MIREX. Em qualquer parte do Mundo o Ministério das Relações Exteriores ou dos Negócios estrangeiros é um Ministério de extrema importância porque este simboliza a imagem do País na arena internacional, e os potenciais empresários antes de sentirem-se atraídos em investir no teu País também levam em consideração o desempenho que os representantes diplomáticos desses mesmos Países demostram lá onde são acreditados, então sendo assim é essencial que tenhamos um MIREX transformado a partir de Setembro.

Por mim o MIREX pode continuar perfumada como sempre foi, não vejo problemas nisso, pelo contrário gosto de Princesas perfumadas e bem arrumadas, mas que sejam perfumadas por dentro e por fora, desse jeito Eu serei o seu eterno Príncipe, vou leva-la ao altar e será para sempre a minha esposa, jamais irei trai-la ou troca-la por uma outra porque sendo Eu um autêntico diplomático a prudência e a fidelidade faz parte da minha dinâmica política na busca dos resultados em prol do Estado.

Tudo isso pra dizer que Angola pode sim dar saltos significativos em todas as direcções tanto a nível de África quanto a nível da comunidade internacional em geral, caso sejam implementadas estratégias que permitam o crescimento e o desenvolvimemto da nossa Economia, da nossa cooperação de intercâmbio comercial a nível regional e a nível internacional, isso significa que devemos produzir mais a nível interno e não depender simplesmente do petrólio mas também de outros imensos recursos naturais e minerais que o País tem, velando e apoiando fortemente as necessidades do sector social: mais educação a favor dos cidadãos, mais investigação técnico-científica, fortalecmento da cooperação no âmbito da segurança, no âmbito da instrução de novos engenheiros angolanos nas principais universidades do Mundo, etc.

 Sendo assim as Políticas de Estado do País terão de funcionar como devem ser, Angola precisa muito mais de Políticas de Estado em relação à Políticas Públicas, as Políticas de Estado (caso houver rigor e seriedade na execução dos projectos) permitirão maior crescimento público-social a nível Nacional, porque os objectivos das Políticas de Estado é resolver problemas e complexidades de carácter Nacional.

O MIREX sendo a Princesa que mais amo nesse Mundo, é claro que Ela deve ser revestida de pedras preciosas, de pétalas suaves e aromáticas, traduzidas em programas concretos político-diplomáticas, maior coordenaçao dos trabalhos entre os funcionários do Ministério tanto a nível interno quanto a nível externo (Embaixadas, Postos Consulares, etc), mais projectos eficazes e eficientes de modo a atrair potenciais investidores, de modo a se impulsionar o turismo no País, dando a conhecer na diáspora mais sobre a nossa cultura, tradição e riqueza, desse jeito estaríamos a crescer significativamente, e se por um instante alguém vier e me perguntar: se o MIREX é uma Princesa perfumada cheio de pedras preciosas o que Eu sou para Ela? Diria que Ela é a minha primeira e última namorada e que apesar do seu comportamento, mistério, ciúmes e indecisões fora de hora é Ela quem amo de verdade, diria que Ela é a minha Mulher e que o nosso casamento está pra breve e que não será simplesmente um casamento mas sim um laço permanente, que nem mesmo a morte pode nos separar.

Tudo isso pra dizer que muito trabalho deve ser feito a partir de Setembro, o próximo governo deve fazer mudanças certeiras, mudanças concretas e pontuais dentro e entorno do MIREX. Estou preocupado com todos os Ministérios do País porque o meu foco está centralizado na Diplomacia e nas Políticas de Estado, sendo um político-diplomático é essa a minha maior responsabilidade e competência: traçar mecanismos e dinâmicas diplomáticas, traçar projectos viáveis que possam impulsionar mudanças ministerais e institucionais em todos os âmbitos: ambito organizativo-funcional, âmbito das relações públicas no que concerne a própria imagem em si da instituição e maior empenho e dedicação por parte dos funcionários, implementando estratégias concretas recomendadas pela Psicologia das Organizações, sobretudo traçar programas que visam a coisa mais importante em qualquer sector de um Estado: os resultados.

Portando que as eleições de Agosto corram na melhor e na maior tranquilidade possível, que corram num espírito de paz, de cidadania, patriotismo, serenidade e humanismo, e que o futuro governo legitimamente eleito saiba fazer mudanças justas, apostando duas vezes mais na competência dos seus cidadãos angolanos, inserindo novos quadros e novos tecnocratas nos lugares chaves e estratégicos.

Eu e a Diplomacia, a Diplomacia e Eu

Elite Intelectual Diplomática

Competências Internacionais

Se o MIREX é uma Princesa perfumada o que Eu sou para Ela?

Por Leonardo Quarenta – Tecnocrata diplomático

PhD em Direito Constitucional e Internacional

Rate this item
(1 Vote)