Terça, 22 de Setembro de 2020
Follow Us

Terça, 15 Setembro 2020 14:24

Angola não precisa de um presidente sobejamente "trungugueiro" na Cidade Alta

A República de Angola, o nosso belo pais está verdadeiramente a beira duma surpreendente crise de liderança, que se demonstra claramente no facto de o nosso presidente da República general João Manuel Gonçalves Lourenço(JLO) se recusar de maneira ironicamente inusual com vista a nos governar razão  pela qual os Angolanos o enviaram para a Cidade Alta ali em Luanda.

Na verdade, durante os últimos meses da governação Lourencista, Angola, a África e o mundo, tem irônica/paradoxalmente, assistido um JLO verdadeiramente reticente, confuso ou sem Norte em Angola ,onde somos tão desgovernados, ao ponto do presidente de Angola ultimamente haver inocentemente adoptado os métodos de andar para tráz e para frente, sempre e quando se acha mergulhado num verdadeiro beco sem saída.

Desde o recuo, no caso dos concursos públicos mal feitos do caso das companhias de telecomunicações, passando pelo caso do bairro dos ministérios para não me referir sobre o recente caso da famosa clinica dentaria, etc. etc.

No sábado dia 12 de Setembro, JLO se deslocou a província do Bié,  onde o bárbaro chefe de estado Angolano protagonizou mais uma das suas cantiflices, de tal sorte que não se sabe se teria sido traído pela sua equipa de imprensa, ou se teria sido fruto dos habituais métodos casernistas usados pelo JLO na governação dos povos de Angola razão pela qual o nosso pais penosamente mergulhou na presente gritante crise de liderança.

De facto o alerta rebentou de maneira sonante/brutal, alerta esse de cujo o apito foi tocado pela corajosa jornalista, Marlene Chiengo, tendo confessado aos Angolanos de que JLO, simplesmente chocou uma vez mais com a viatura de Angola por desobedecer aos sinais de trânsito.

O nosso presidente simplesmente pontapeou os jornalistas presentes no Bié, na conferência de imprensa realizada ali, onde os jornalistas locais não teriam sido tidos nem achados.

Vai daí e uma vez mais JLO recua tendo a partir do chefe da imprensa da Presidência da Republica de Angola Luís Fernando, sido obrigado a vir a público pedir desculpas aos povos de Angola sobre o sucedido no Bié.

Devo lembrar aos compatriotas que no mesmo dia numa entrevista que pessoalmente a partir da minha casa aqui no Sul da Florida, concedi ao canal televisivo  Angolano Raiar, conduzido pelo jovem jornalista Venceslau Chipindu, alertei aos Angolanos, a África e ao mundo sobre os perigos que representa um presidente general que conduz a viatura de Angola sem se preocupar em obedecer os sinais de transito presentes nas estradas/ruas Angolanas razão pela qual JLO tem chocado vezes sem conta.

Por esse motivo sempre e quando JLO não cogitar a sua demissão/resignação, não tardaria para que o nosso presidente um dia como hoje venha chocar outra vez com a viatura de Angola e logo matar-se a si mesmo e ou matar também os outros.

Na verdade, os filhos e filhas de Angola não necessitam de um presidente da República ali na Cidade Alta em Luanda, sobejamente reticente/trungungueiro, razão pela qual JLO deve demitir-se imediatamente.

Que Deus abençoe Angola e todos os Angolanos

Por Orlando Fonseca /Analista politico Angolano

Miami Florida - USA

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up