Sexta, 25 de Setembro de 2020
Follow Us

Domingo, 02 Agosto 2020 23:44

Preço do dólar e do euro nas ruas de Luanda continua satisfazer compradores

O preço para a compra do dólar norte-americano, nalguns bairros da província de Luanda, continua estável, devido ao fechamento das fronteiras angolanas, forçado pela pandemia da covid-19.

Na habitual ronda semanal pelas ruas da capital angolana, Angola24horas constatou que se mantém a justificação dos preços actuais, devido a falta, tanto do dólar norte-americano quanto da moeda nacional, segundo as 'kinguilas' de Luanda, como são conhecidas as mulheres que se dedicam à compra e venda de divisas, um negócio ilegal.

A venda de 1 dólar por exemplo, estava hoje, fixa, nos 775 kwanzas e na compra a 755 kwanzas, numa altura em que um Euro estava ser vendido a 840 kwanzas e na compra a 820 kwanzas, no bairro do São Paulo.

Já no mercado informal dos Mártires do Kifangondo, a compra de 1 dólar norte-americano estava a 770 kwanzas e a venda a 750 kwanzas.

De salientar que,  em Angola, boa parte de compradores desta moeda estrangeira, tem-na adquirido nos mercados informais, principalmente em Luanda, situação que levou o governador do BNA, José de Lima Massano, a afirmar que os cidadãos preferem comprar o dólar na rua por não gostar de ambiente de fato e gravata.

Bancos Comerciais diferencial entre taxas de câmbio aumentou durante a semana

As taxas de câmbio médias de venda do dólar mais competitivas entre os bancos comerciais, ao longo da semana, foram aplicadas pelo Kwanza Invest (BKI), Standard Chartered (SCBA) e de Desenvolvimento de Angola (BDA), onde a moeda dos Estados Unidos foi transaccionada a 569,439 kwanzas, assim como a 572,097 e a 574,258, respectivamente.

Em sentido contrário, os bancos Comercial do Huambo (BCH), VTB África e de Negócios Internacional (BNI) venderam o dólar às taxas médias mais elevadas, situadas em 608,931 kwanzas, bem como a 598,467 e e 589,733. A taxa média mais alta, do BCH, era 6,94 por cento superior à mais baixa, do BKI, e em 4,54 por cento mais elevada que a média dos bancos comerciais, de 582,503 kwanzas, segundo dados compilados.

As taxas de câmbio médias de venda do euro mais competitivas foram observadas pelo SCBA, BKI e Millennium Atlântico (ATL), que negociaram a moeda europeia a 659,112, a 662,775 e a 670,279 kwanzas, contra as taxas mais altas às que ocorreram as transacções no BCH (707,655 kwanzas), VTB (696,631) e Banco Yetu (687,125).

O câmbio médio mais alto, do BCH, era superior ao menor (SCBA) em 7,36 por cento, e 4,19 por cento mais elevado que a média dos bancos, de 679,218 kwanzas. Na semana anterior, a taxa de câmbio média mais alta de venda do dólar superou em apenas 2,78 por cento a média dos bancos e 5,83 por cento a mais baixa, uma relação que, no euro, foi de mais 2,81 e 5,81 por cento.

Rate this item
(4 votes)

Log in or Sign up