Quinta, 20 de Janeiro de 2022
Follow Us

Terça, 26 Outubro 2021 13:17

Tribunal constitucional vai decidir quem será o próximo presidente da FNLA

A decisão sobre o futuro líder da Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA), está entregue ao Tribunal Constitucional, no sentido declarar entre Pedro Mucumbi Dala e Nimia Nsimbi, quadros que foram os eleitos pelos militantes do Partido, durante dois Congressos realizados ainda este ano, no espaço de apenas um mês.

Segundo soube Angola24Horas, a crise há muito instalada no histórico partido dos "irmãos", prende-se agora em saber quem tem a legitimidade para liderar os destinos da FNLA, sendo que no primeiro Congresso, realizado em Agosto, foi eleito Pedro Dala ao passo que no segundo, de Setembro, coube o voto a Nimia Nsimbi.

De acordo com o antigo Secretário Geral da FNLA, Pedro Dala, quem tem que pôr fim ao conflito naquele partido é o Tribunal Constitucional, numa altura em que este político afirma ter 90% de certeza que será declarado líder do partido pelo TC.

"O Tribunal Constitucional está apreciar o nosso processo e está no fim. Eles ainda não apresentaram. Juridicamente falando, nós temos 90% de vitória. O Tribunal Constitucional tem que pôr o pé", disse Pedro Dala.

Em caso de o Tribunal Constitucional declarar Nimia Nsimbi, presidente da FNLA, Pedro Dala assegurou que vai acatar a decisão.

Para o antigo deputado, Nimia Nsimbi, presidente eleito em Setembro último, o relatório do Congresso que o elegeu será apenas submetido ao Tribunal Constitucional esta semana, pois, inúmeras coisas não dependem deste.

"Por exemplo, o registo criminal não é fácil, conseguir o Registo Criminal para trezentas e vinte e uma (321) pessoas. Para tratar o Registo Criminal tem que ter Bilhete de Identidade e também leva o seu tempo", .

Conforme Nimia Nsimbi, vice-presidente da FNLA, na era de Ngola Kabango, o presidente cessante, Lucas Ngonda está a criar todas as condições e, enquanto isso o Tribunal não pode reconhecer em menos de 45 dias, pois a Lei diz que depois do Congresso o partido deve se preparar toda documentação para submeter ao Tribunal Constitucional.

O último presidente eleito da Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA) Nimi a Nsimbi, disse na passada sexta-feira, 22 de Outubro em Luanda que o ex-presidente daquele partido, Lucas Ngonda vai continuar a representar o partido dos "irmãos", até a tomada de posse da nova liderança.

Nimi a Nsimbi, fez tais pronunciamentos no final da reunião que dirigiu sobre o futuro da Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA), em Luanda.

A Rádio Nacional de Angola, por exemplo, considerou em reportagem que, a eleição de Pedro Dala e Nimia Nsimbi, na liderança da FNLA em dois Congressos, pode abrir novos capítulos no conflito interno naquele partido.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up