Sábado, 28 de Novembro de 2020
Follow Us

Sexta, 13 Março 2020 18:05

Angola vive uma crise moral que atinge altas figuras do Estado com escândalos sucessivos de corrupção - UNITA

A UNITA diz que Angola e os angolanos vivem numa conjuntura delicada, caracterizada por uma grave crise moral que atinge altas figuras do Estado com escândalos sucessivos de corrupção.

"Um assustador nível de degradação económica que apesar do boom do petróleo vivido depois de 2002 continua a ensombrar o futuro das famílias angolanas, facto que dá razão à UNITA quando advoga dar absoluta prioridade à agricultura e afins como base da economia de Angola", lê-se numa declaração política alusiva ao dia da fundação do Partido que se comemora hoje 13 de Março.

A UNITA reiterou a sua vontade de "trabalhar para o bem comum de todos os angolanos e salienta que a sua materialização passa pela transformação da democracia formal numa democracia efectiva, na qual se releva a coesão nacional, a revisão dos símbolos nacionais e a valorização das instituições que propicie a alternância no exercício do poder".

"É urgente que se operem reformas à Constituição da República de Angola, sobretudo no que tange ao modo de eleição e aos poderes do Presidente da República, bem como a implementação das Autarquias Locais em todos os municípios, em simultâneo em 2020, período assumido publicamente pelo Presidente da República, como instrumento importante para a resolução dos problemas que afligem as nossas populações", diz o documento.

Recorda-se que a UNITA foi fundada a 13 de Março de 1966, na localidade de Muangai, na Província do Moxico. NJ

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up