Quinta, 20 de Janeiro de 2022
Follow Us

Segunda, 10 Janeiro 2022 11:55

Um olhar sobre a ira da população ante a greve dos taxistas

O Governo Angolano sob liderança do General João Manuel Gonçalves Lourenço, tem demonstrado de algum tempo pra cá, um desgaste mental em como gerir a situação social, política e economia do País, resultando em constantes greves nas várias classes trabalhadoras.

Em meio a toda a situação calamitosa social e política, nada vale a demonstração de comportamentos arrogantes e ignorantes por parte de quem governa, senão a humildade e respeito ao governado.

Fruto de mais um decreto presidencial falhado e a persistente solicitação de uma franja de um dos sectores que movimenta a economia local, sobre o seu reconhecimento e estatuto profissional, o País vê-se a desembocar para um cenário nada abonatória para aquilo que almejamos construir depois do calar das armas em 2002.

Entre os discursos musculados dos líderes dos dois principais partidos RIVAIS, o povo impaciente sai às ruas destruíndo bens do partido que Governa.

Instala-se o caos social e avizinha-se uma retaliação politico-policial, para os mentores e outros que nada têm haver com o que se passa.

Por isso, o meu apelo continua sendo de sensibilizar o povo eleitor em vota na terceira via que é a CASA-CE.

Porque se continuarmos com o MPLA no poder e a UNITA principal partido na oposição, o País vai continuar na mesma. Vamos continuar assistir actos do gênero, prisões arbitrárias. Temos é que colocar o MPLA e a UNITA na oposição para que o País tenha rumo.

Att: Não foram os taxistas que vandalizaram aquela estrutura partidária, foi o povo.

Doutor Ventura

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up