Quinta, 24 de Junho de 2021
Follow Us

Quinta, 10 Junho 2021 09:45

Regresso do Ex-presidente Eduardo dos Santos pode agitar congresso do MPLA

Regresso, do ex-presidente, José Eduardo dos Santos, para Angola, pode agitar as coisas, no seio, dos do MPLA, a desfavor do general, João Lourenço, no congresso, do partido dos camaradas, a ter lugar em dezembro próximo, em Luanda.

Com a popularidade do general João Lourenço, a cair aos pedaços, dentro do Partido dos camaradas, de cujo os militantes, a semelhança, dos milhões de Angolanos, o general João Lourenço, de forma brutal, ou estúpida/verdadeiramente, sequestrou, em pouco menos de três anos do seu consulado.

Por conta, do combate, ou da luta contra a corrupção, porém, que cedo se transformaria, em uma real, clara, ou brutal luta,  selectivamente, burra, e estúpida, de cujos verdadeiros alvos, preferidos, são nem mais nem menos, se  não JES, presidente emérito, do partido dos camaradas, os seus filhos, ou seus seguidores, tendo o bárbaro, do general, João Lourenço, transformado, o MPLA, ou os do MPLA, verdadeira/copiosamente, despedaçados, em dois, três, ou se calhar em quatro metamorfoses, ou quem sabe em mais metamorfoses, na República de Angola.

Logo, com o aproximar do congresso dos do MPLA, que se avizinha a passos largos, em Angola, recentemente, o actual ditador Angolano, João Lourenço, assustado, por falta do beneplácito, do ex-presidente JES, presidente emérito, do seu partido, com vista arregimentar os necessários apoios, para sua eventual renomeação, como cabeça de lista, dos do MPLA, para as futuras eleições gerais do ano que vem,2022.

Para o efeito, João Lourenço, sem mais, nem menos, agarra, estressado, amargado, ou atordoado e, desesperadamente se mete num avião, à toa, rumo ao Dubai, Emirátos Árabes Unidos, onde supostamente vai, a procura, do evaporado de Luanda, o ancião, Santos, velho verde, seu incomensurável rival, por conta, da sua mulher, Dona, Ana Afonso Dias Lourenço.

Desta grande confusão, mangueira, uma viagem feita, verdadeiramente as cegas, pelo general, João Lourenço, maneira desavisada/Inocentemente, ignorante, por nunca antes, haver cogitado, em algum mediador com credibilidade, e, que pudesse trabalhar arduamente, para um eventual encontro, entre os dois rivais, verdadeiramente viscerais, razão pela qual o MPLA, ou os do MPLA, hoje estão claramente, transformados, num verdadeiro manto de trapinhos, em Angola, muito piores, do que uma casa dos salalés, verdadeiramente destruída, na República de Angola.

De resto, se não tenho razão, a verdade é, ou a Ideia é a de que, João Lourenço, chegado a Dubai, simplesmente bateria com a porta na cara.

Porta essa, que teria sido copiosamente fechada, com o verdadeiro espirito, de cá de faz e, cá se paga, ela filha do ex-presidente JES, a viúva Isabel dos Santos, quando o general João Lourenço, viu vergonhosamente alguns miúdos, enviados pela, Isabel dos Santos, e que teriam dado recados ao general, do João, perdido, no tempo e no espaço, de que Santos, nunca o receberia, se quisesse, que fizesse o favor de meter-no avião, de regresso para o Casuno.

Regressado, vergonhosamente, para a Cidade da Kianda, Luanda, o general João Lourenço, decidiu desesperadamente, dar início, o reabilitar de vários dos seus próprios correligionários do MPLA, os quais, no passado, recente, o inocente, desavisado, general, João Lourenço, andou a correr, do partido, ou do seu governo.

Porém, agora, por conta do congresso, dos do MPLA, que se aproxima, a passos largos, tendo militantes, de proa, ontem vergonhosamente, humilhados, e corridos, alguns dos quais, generais, como o sobrinho, por afinidade, do ex-presidente JES, Bento dos Santos Kangamba, que recentemente, havia sido, de verdade/vergonhosamente, algemado, pelos miúdos do SIC, enviados ou escolhidos, a dedo, propositadamente, pelo general, trungungueiro do Casuno, João Lourenço, a luz do dia, no sul de Angola, num acto verdadeiramente musculado, ou inusual sem precedentes, contra todos os generais, ou o generalato, das prestigiosas Forças armadas Angolanas as FAA.

Outros como, Bento Sebastião Bento, ou o Bento Bento, decidiram aceitar o convite de regresso, para fazerem a campanha, eleitoral, supostamente a favor do general João Lourenço.

Porém, hoje, medindo a actual pulsação de Angola, de cujo o pulso do coração da nossa, terra, de facto bate, copiosamente, tão lentamente, de sorte que, para qualquer analista político, por menos atento que seja, facilmente, sabe ou reconhece, que todos absolutamente todos, os actuais regressados, militantes dos do MPLA, reconvidados pelo general João Lourenço, a ideia, é, a de que, de dia, eles apoiam, o presidente, de Angola, general João Lourenço.

Contrariamente, durante e, no decorrer da noite, todos, absolutamente todos, estão contra a nomeação, do general, João do Casuno, como cabeça de lista, dos do MPLA, para as próximas eleições gerais do ano que vem 2022.

Logo JES, um sendo velho, matreiro político, e actual presidente emérito do partido dos camaradas, certamente, tem, ou terá reunido informações, privilegiadas, que nós não temos, sobre os meandros, em serão cozidos, dentro dos do MPLA, no que toca ao envio, para o olho da rua, no próximo congresso, do MPLA, de um general, de cuja a camisola, da presidência dos do MPLA, e, da República de Angola, de facto, ficou verdadeiramente, muito pesada.

E, de que maneira, ficou tão pesada, camisola do poder, sobre os ombros, do general João Lourenço, sem ajuda de JES, razão pela qual, o general, João do Casuno, por ser um autêntico trungungueiro, nato, enviou aos pontapés, os Angolanos, a comer nos aterros sanitários, dos mulenvos.

Ou, no outro copioso aterro sanitário, a própria Cidade da Kianda, a capital Angolana, Luanda, de cujo o lixo emergente na nossa linda capital, hoje representa, de resto, o verdadeiro, cartão de visitas, oferecida, ela, D Ana Lina Ramos Baptista Cândido, actual governadora de Luanda, a todos os que vistam Luanda, que todos tanto amamos, por mais paradoxal, ironicamente incrível, ridículo, ou caricato, que possa parecer, aos olhos do nosso mundo moderno.

Logo, eu no lugar dos serviços, da assessorado presidente JES, tal como o Jornalista, William Afonso Toné, cogitou recentemente, na Luanda Antena comercial LAC.na Cidade da Kianda.

Uma vez que constitucionalmente,JES,apenas havia comprido um mandato, então, que os MPLA mandam para as favas, o general João trungungueiro, neste congresso, e, que entra na jogada, José Eduardo dos Santos, como cabeça, de lista dos MPLA, com vista, a que por um lado, voltar a unir a grande família dos do MPLA, para os desafios da oposição, porque nenhuma democracia, pode ser considerada como tal, com a existência, de  apenas um partido político, no leme do pais, com as mesmas ideias, ou as mesmas soluções.

Logo, o ex-presidente José Eduardo dos, sairia desta história, como o verdadeiro herói político em Angola, se desta vez liderar, novamente o MPLA, ainda que para breve, com vista a entregar seriamente e de maneira, peculiarmente histórica, o poder político e as respectivas chaves do poder, ao Jovem moderno, tecnocrata, Engenheiro Adalberto da Costa Júnior líder da UNITA, que o velho Santos, nunca entregou ao general, João Lourenço, razão pela qual JLO, anda a penar ali, no Casuno, com vista a darmos o verdadeiro início, do desenvolvimento do nosso país.

Na verdade, se querermos constituir uma Angola, para todos, sem ódios, sem medos, de qualquer espécie, essa é a hora do ex-presidente JES, fazer a história, em Angola e no subcontinente, da região da África Subsaariana.

Na verdade, se querermos tocar os negócios de Angola, para frente, ou se Angola, quer abrir-se, e receber o seu merecido apoio, diversificado, ou de todo tipo, dos grandes pais civilizados, incluindo o do, governo dos Estados Unidos da América, então essa é a hora, do ex-presidente, JES, corrigir o crasso e brutal erro histórico, de haver escolhido o narcista, trungungueiro, como seu mau sucessor, o general João Lourenço, em lugar de um homem inteligente, ou pensante, verdadeiro, pai, das Naçôes,diversas, que compõe o grande mosaico dos povos de Angola.

Se não tenho razão, olhe Sr ex-presidente JES, como o velho, está sendo tratado, pelo actual regime do seu rival, trungungueiro, que o mais velho, deixou no poder à toa, no Casuno, olhe para o sofrimento dos Angolanos, particularmente, da sua própria família, Sr Santos, sua família, hoje verdadeiramente balcanizada, pelo general João Lourenço, que o velho inocentemente deixou à toa Ali no Casuno?

Por isso, espero, muito sinceramente, que o velho Santos, ao passar aonde, passou, ou fez passar os seus, que o velho haja aprendido alguma coisa com esta travessia no deserto, e que que sirva para que o velho, Santos, desta vez me escute.

Nunca mais traga, as INDRAS, nas eleições gerais Angolanas, incluindo as do ano que vem 2022, porque só com eleições gerais livres justas e verificáveis, em Angola, é que o velho Santos, terá o seu merecido descanso, ou reforma, em gozada, e, disfrutar os seus Netos, tranquilamente, no seu país, a República de Angola, e, nunca andar metido forçosamente, em terras alheias, transformado, em copioso nómada por sua própria culpa.

Bom regresso, a Cidade de Kianda, mais velho Santos, e que Deus o abençoe.

Que Deus abençoe Angola e todos os filhos e filhas de Angola.

Por Orlando Fonseca na linda Cidade de Miami no sul da Flórida USA.

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up