Terça, 16 de Julho de 2024
Follow Us

Quarta, 10 Mai 2023 16:28

Lider da UNITA acusa Chefe de Estado de planear "golpe constitucional"

O presidente da UNITA, Adalberto Costa Júnior, acusou o Chefe de Estado de estar a preparar-se para fazer "um golpe constitucional", depois de terem vindo a público as declarações de João Lourenço ao Canal France24, em que este afirma, a propósito da possibilidade de um terceiro mandato, que, "se calhar podemos falar disso mais lá para 2027".

Adalberto Costa Júnior (ACJ) afirmou que "é absolutamente inconstitucional qualquer perspectiva de um terceiro mandato para o Presidente da República", dizendo ainda que, se João Lourenço estiver a pensar num "assalto à Constituição", não poderá contar com a UNITA.

O presidente do maior partido da oposição, entrevistado pela rádio Maranata, na cidade de Lubango, província da Huila, onde se encontra para visitar as estruturas partidárias da sua organização, lembrou que "o Estado democrático de direito tem regras muito claras, portanto, está fora de hipótese esta condição".

"E é uma chamada de atenção que aqui faço", advertiu ACJ, no mesmo dia em que, na cidade de Menongue, província do Kuando Kubango, o Presidente da República, na qualidade de Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas (FAA), durante a reunião com as chefias militares, defendeu a modernização das FAA "para que possam cumprir o papel que a Constituição e lei lhes confere na defesa da independência, da soberania nacional, da integridade territorial e do combate a qualquer tentativa de subversão do poder legítimo".

De recordar que, em 2022, o Presidente João Lourenço disse estar disponível para discutir com os partidos da oposição sobre alterações à Constituição, situação que a UNITA diz aceitar, mas sem aprovar qualquer alteração ao limite de dois mandatos do Presidente. NJ

Rate this item
(1 Vote)