Sexta, 25 de Setembro de 2020
Follow Us

Quinta, 13 Agosto 2020 09:24

MPLA parou para pensar e fez bem " homenagear uma das suas vítimas "

Waldemar Bastos não merece isto, eu não tenho nada contra pelo facto de um MPLA bloqueado psicologicamente por tanto mal que faz, praticamente desde que Angola está independente.

Que finalmente tenha parado para pensar e concluído que chegou a hora de deixarem de tanto fingimento e hipocrisia desmedida e ainda bem que chegaram á essa conclusão. Pessoalmente já estava farto de ver tanta homenagem fingida às suas próprias vítimas, assim como tanta lágrima de serpente em funerais.

Onde os assassinos para se fazerem passar por inocentes também lá estavam e raramente não chorando mesmo à beira dos familiares da sua própria vítima. Eu acho que não vale pena lamentarmos pelo facto deste MPLA que vocês mesmos conhecem o que é, não ter aceite homenagear Waldemar Bastos. Pois um homem daqueles não merecia um fingimento e hipocrisia deste tamanho de quem foi vítima enquanto viveu.

Falar de Waldemar Bastos não é falar de um Kundi Paihama, um assassino que teve direito á todas as honras e homenagem mesmo apesar do tamanho do tanto crime cometido por ele que se conhece.

Waldemar Bastos é um cidadão considerado por todos que já estiveram com ele, eu não o conheci pessoalmente, como uma pessoa de bem. Ao contrário de um Kundi Paihama que até mesmo pessoas que privaram com ele o apontava como um assassino. E não foi por acaso que as tentativas de envenenamento foram todas feitas por pessoas próximas a ele, e quem sabe qualquer dia ainda se entorna o caldo todo aqui neste espaço?

Tenho a sensação que estes dirigentes do MPLA não batem bem. Pois quero acreditar que eles até sabem qual seria o caminho certo, e só não o seguem percorrer por questões de bloqueio psicológico fruto de tantos crimes cometidos. Será que precisam de ajuda de algum psiquiatra para buscarem a solução deste, eles saberem o que é certo e não conseguirem deixarem de ser tão frios e vocacionados para maldade?

Não é normal pode mesmo ser doença tanta maldade na cabeça de seres humanos como vocês e eu, até mesmo hoje as censuras continuam. Assim como a perseguição continua mesmo fora do país, tenho amigas sob a mira da secreta residentes em Portugal e Inglaterra ...

Mas ainda bem que elas já deram conta, alertadas e lá vão redobrando a sua vigilância e cuidados para não se tornarem em presa fácil.

Continuarei

Por Fernando Vumby

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up