Segunda, 21 de Junho de 2021
Follow Us

Quarta, 20 Janeiro 2021 11:43

Moedas estrangeiras nas ruas de Luanda volta a subir

Os preços praticados no mercado informal, do câmbio monetário, voltaram a registar, esta semana, uma subida nos principais mercados da capital do país, com uma percentagem de diferença considerável, na mesma altura em que, conforme revendedores, as moedas ficam cada vez difíceis.

Conforme ilustramos no mapa, nos bairros da cidade de Luanda, o preço das moedas estrangeiras, suas operações e cotações, onde, registando esta alteração, na Maianga por exemplo, a nota de um dólar norte-americano vende-se no valor mais alto, isto é 805 kwanzas, ao passo que a mesma nota do euro está fixada nos 910 kwanzas.

Na mesma busca semanal que Angola24Horas efectua, nos respectivos pontos de acesso, foi igualmente possível constatar que, nas Ingombotas, um dólar vende-se a 795 e 770,00 kwanzas na compra, sendo que a um Euro está fixado nos 870 para a compra e 900,00 kwanzas para a venda.

Já no Cassequel, outro mercado informal, um dólar compra-se a 780,00 kwanzas a ser vendida por 800,00 kwanzas, e, um euro apenas a venda, no valor de 900,00 kwanzas.

Enquanto isso, em Cacuaco e Vila Alice, a nota de um dólar está fixado nos 760,00 kwanzas para a compra e o euro apenas a Venda por 880,00 kwanzas em Cacuaco, quando, ainda na Vila Alice o dólar vende-se a 790,00 kwanzas, estando a mesma nota do euro nos 860,00 para a compra e 890,00 kwanzas à Venda.

Importa realçar que, as cotações mais baixas de venda dólar e euro, no mercado paralelo/ kinguilas foram de 780,00 kwanzas para o dólar e 850,00 kwanzas para o euro nas últimas 24 horas.

Pelo menos (3) três profissionais deste negócio, falando para Angola24Horas, não mais afirmaram diferente do que já temos vindo a noticiar, no concerne às dificuldades na aquisição destas moedas, através dos bancos comerciais, embora que unânimes reconheceram os grandes problemas que afectam o mercado nacional, com maior realce o novo normal que o mundo vive, face à situação pandêmica.

Para estes, dado à realidade, os bancos comerciais não poderiam continuar tendo preferidos (amigos facilitados), no acto da venda, todas vezes que o Banco Central pusesse à disposição divisas para o efeito.

Bancos Comerciais: Operações cambiais mais caras no BOCLB e BCA

Os bancos da China Limitada (BOCLB) e Comercial Angolano (BCA) fecharam a semana a operar com as taxas mais altas no câmbio do Dólar e do Euro, vendidos a 678,602 e a 828,955 kwanzas, respectivamente, segundo a lista das operações divulgada pelo Banco Nacional de Angola (BNA).

O BOCLB foi sucedido, na venda do Dólar, pelos bancos de Crédito do Sul (BCS) e Valor (BVB), que negociaram a 673,265 e a 672,639 kwanzas, respectivamente, enquanto nas transacções do Euro, a segunda e terceira taxa mais elevadas foram operadas pelo Standard Chartered Bank Angola (SCBA) e o BOCLB, com taxas de 825,532 e 825,010 kwanzas.

Em sentido inverso, o Finibanco Angola, o SCBA e o Banco Yetu ofereceram as taxas de câmbio mais competitivas do mercado bancário na jornada de hoje, vendendo a moeda norte-americana a 659,000 e a 659,027 kwanzas (nos dois últimos casos).

Os bancos Yetu, Comercial do Huambo (BCH) e Angolano de Investimentos (BAI) também operaram com as taxas de câmbio mais baixas na venda Euro, trocado a 801,640, bem como a 809,145 e a 810,236 kwanzas. A taxa de câmbio de venda do Dólar era 1,51 por cento mais elevada que a média adoptada pelos bancos, de 668,500 kwanzas, e 2,97 por cento superior à mais baixa, o que, na negociação do Euro era 1,37 por cento face a uma média de 817,733 kwanzas e de 3,41 por cento.

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up