Quinta, 06 de Outubro de 2022
Follow Us

Terça, 20 Setembro 2022 16:07

Remessas vindas de Angola sobem 37,5% em julho para 41,3 milhões de euros

As remessas dos portugueses em Angola subiram 37,5% em julho, para 41,3 milhões de euros, influenciando a subida de 36,9% registada nas remessas enviadas dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP).

De acordo com os dados do Banco de Portugal (BdP), os portugueses a trabalhar em Angola enviaram 41,3 milhões de euros, o que representa uma subida de 37,5% face aos 30,03 milhões de euros enviados em julho de 2021, que por sua vez compara com os 34,5 milhões enviados em julho de 2020.

As verbas enviadas pelos portugueses em Angola representam, como habitualmente, a quase totalidade das remessas enviadas pelos portugueses nos PALOP.

Assim, os emigrantes nacionais nestes países enviaram 42,12 milhões de euros em julho para Portugal, o que representa uma significativa subida de 36,9% face aos 30,7 milhões de euros enviados em julho do ano passado.

Em sentido inverso, os africanos lusófonos a trabalhar em Portugal enviaram 3,6 milhões de euros, o que representa uma subida de 19,9% face aos 3,02 milhões enviados em julho do ano passado.

No total, as remessas dos emigrantes portugueses subiram 2,9% em julho, para 377,4 milhões de euros, enquanto as verbas enviadas pelos estrangeiros em Portugal subiram 8,9%, para 47,2 milhões de euros, face ao período homólogo.

Os portugueses a trabalhar no estrangeiro, referem ainda os dados do BdP, enviaram remessas no valor de 377,4 milhões de euros em julho, o que representa uma subida de 2,9% face aos 366,8 milhões enviados em julho do ano passado.

Em sentido inverso, os estrangeiros a trabalhar em Portugal enviaram para os seus países de origem 47,2 milhões de euros, mais 8,9% do que os 43,3 milhões de euros enviados em julho do ano passado.

Rate this item
(0 votes)