Quinta, 29 de Setembro de 2022
Follow Us

Sexta, 03 Dezembro 2021 14:38

Ministério dos Transportes lança empreitada para a construção do novo aeroporto de Mbanza Kongo

O Ministério dos Transportes angolano lançou hoje a empreitada de conceção, construção, fornecimento, instalação de equipamentos e apetrechamento do novo aeroporto internacional de Mbanza Kongo, província do Zaire, que deverá receber 2.000 passageiros/ano.

A obra visa substituir o atual aeroporto local, construído em 1961 e ampliado em 1967, circundado por construções e cuja pista serve de “travessia obrigatória” de cidadãos. A empreitada estará a cargo da SINOHYDRO ANGOLA.

Segundo um comunicado de imprensa, a atual infraestrutura do aeroporto da cidade de Mbanza Kongo, norte de Angola, “afeta consideravelmente a segurança operacional e a segurança contra atos de interferência ilícita devido à travessia das populações”.

Quando concluído, o novo aeroporto internacional de Mbanza Kongo será designado “Aeroporto Internacional Nimi a Lukeny”, em homenagem a um dos reis de Mbanza Kongo.

O novo aeroporto de Mbanza Kongo terá “um terminal com capacidade para receber 150 passageiros na hora de pico, 2.000 passageiros por ano, com um crescimento de 20% ao longo de 20 anos de operação”.

Com condições para “operações diurnas e noturnas”, a placa de estacionamento de aeronaves “vai ter capacidades de parqueamento de quatro aeronaves de asa fixa e duas aeronaves de asa rotativa”.

O Ministério dos Transportes angolano refere também que foi autorizada a despesa e formalizada a abertura de procedimento de concurso limitado por prévia qualificação para esta empreitada atendendo “ao estado atual do aeroporto, sua localização e considerando a elevação da cidade de Mbanza Kongo a Património Cultural da Humanidade”.

“E no âmbito da estratégia do executivo no programa de construção e modernização das infraestruturas Aeroportuárias, previsto no Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) 2018-2022, para permitir a interligação do sistema modal do país”, lê-se na nota.

Estão previstas instalações para os serviços de bombeiros, torre de controlo, terminal de cargas, edifício de operações, estação de tratamento de água, estação de tratamento de águas residuais, zona de transferência de resíduos sólidos, central elétrica e central de climatização.

O terminal de passageiros do novo aeroporto internacional de Mbanza Kongo prevê igualmente a instalação de áreas comerciais, serviços de migração e estrangeiros, polícia fiscal, Administração Geral Tributária e companhias aéreas.

Áreas para instalação futura de hotéis, hangar para manutenção de aeronaves e outras instalações devem ser outras valências da nova unidade aeroportuária angolana.

Rate this item
(1 Vote)