Quarta, 24 de Abril de 2024
Follow Us

Sábado, 24 Fevereiro 2024 21:18

Polícia angolana reprime protesto contra aumento nos preços e detém ativistas

Protesto contra aumento nos preços da cesta básica no Lobito, Angola, é impedido pela polícia e acaba com três ativistas presos. "A marcha foi reprimida por razões políticas", disse um dos organizadores à DW.

Em Angola, três ativistas foram alegadamente detidos este sábado, no Lobito, quando se preparavam para um protesto contra aumento nos preços dos produtos da cesta básica.

Munícipes e ativistas pretendiam sair às ruas hoje para protestar contra o aumento nos preços mas foram impedidos pois, segundo a polícia, não havia autorização para a manifestação.

Os manifestantes pretendiam marcar insatisfação contra o aumento no preço do saco de arroz de 25kg, antes comercializado entre 7.000 e 8.000 mil kwanzas, mas que passou para 25.500 kz. Também a caixa de massa alimentar, antes vendida a 3.300 kz, agora custa 8.000 kz.

"O MPLA é o causador do sofrimento do povo - sim ou não?", lia-se num cartaz durante o protesto.

O repórter da DW no local, Daniel Vasconcelos, que faria a cobertura em directo do protestos, entrevistou pessoas e organizadores.

Segundo um dos organizadores, a marcha foi reprimida por razões políticas. Também disseram não compreender a razão pela qual os três ativistas foram detidos pela polícia.

Os ativistas relatam ter cumprido todos os pressupostos para a realização do protesto.

Rate this item
(1 Vote)