Quarta, 01 de Fevereiro de 2023
Follow Us

Quinta, 13 Outubro 2022 19:24

Probabilidade de falha no Angosat-2 é extremamente pequena garante ministro

O ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social destacou, nas primeiras horas desta quinta-feira, depois da divulgação dos primeiros resultados preliminares do Angosat-2 existirem “poucas probabilidades” de falhas no processo de operacionalização do satélite angolano.

Em conferência de imprensa, por volta das 4 horas da manhã, 1 hora em Angola, Mário Oliveira manifestou-se satisfeito pela concretização do objectivo: "Podemos falar, sem medo de errar, que a probabilidade de alguma coisa falhar é extremamente pequena e estamos satisfeitos com tudo aquilo que foi feito até agora”.

Neste momento, indicou, acontecem os trabalhos regulares e o satélite já está em operação. Acrescentou que estão a ser feitos os testes e verificados todos os parâmetros telemétricos.

A partir deste momento, o Centro da Funda já entrou nos seus direitos e pode acompanhar todos os parâmetros que vêm do satélite.

De acordo com o ministro, os dados nominais e as probabilidades de falha, enviados à Terra através do Centro da Agência Espacial, indicam que essas hipóteses têm diminuído à medida que o tempo passa.

"Todos os dados preliminares de telemetria recebidos até ao momento já foram analisados pelas equipas técnicas”, reforçou Mário Oliveira.

Na reunião de apreciação dos primeiros resultados preliminares com o director geral da Agência Espacial Russa – Roscosmos, Yuri Borisov, o ministro sublinhou que "os angolanos se sentem orgulhosos de mais um feito tecnológico que vai contribuir para o desenvolvimento do país e modernização tecnológica de Angola”.

Para Mário Oliveira, este facto vai impulsionar o país para que esteja na linha da frente para o desenvolvimento e também para a prestação de serviços de qualidade no que às Telecomunicações diz respeito.

Para Yuri Borisov, dos dados obtidos até agora não existia qualquer sinal que apontasse algo errado, pois tudo funcionava com naturalidade. O satélite, disse, foi lançado para o ponto determinado, os painéis solares abriram, começando de imediato o processo de orientação.

O processo de operação, acrescentou, é duradouro e a única garantia é que este não é o primeiro trabalho desenvolvido pelos russos. "Esta plataforma que serviu de base para o satélite tem uma boa qualificação de voo. Se acontecer alguma coisa, todas as obrigações de garantia estão nas cláusulas correspondentes do contrato”, referiu.

O representante da Agência Espacial acentuou que a Rússia dá importância ao desenvolvimento e cooperação com Angola, em particular na área espacial, o que considerou sectores-chave em constante desenvolvimento e de extrema relevância.

Rate this item
(0 votes)