Sexta, 19 de Agosto de 2022
Follow Us

Terça, 07 Junho 2022 22:34

Investidores do Dubai compram De Grisogono, a joalharia de luxo suíça de Isabel dos Santos

O conglomerado empresarial com sede no Dubai, Emiratos Árabes Unidos, Damac Group, adquiriu a joalharia de luxo suíça De Grisogono que pertenceu a Isabel dos Santos e entrou em processo de falência em Janeiro de 2020 e por onde transitou o negócio que envolveu o maior diamante de sempre encontrado em Angola.

A De Grisogono, agora na posse do Damac Group, foi adquirida em 2012 por Isabel dos Santos e pelo seu marido, Sindika Dokolo, entretanto falecido, a 30 de Outubro de 2020, por valores que as publicações da especialidade apontaram para cerca de 112 milhões USD, e entrou em falência em 2020.

O processo de falência ocorreu depois de a empresária angolana e filha do antigo Presidente José Eduardo dos Santos ter perdido o estatuto de cliente preferencial para os diamantes angolanos vendidos pela SODIAM devido às alterações legislativas introduzidos pelo Executivo liderado por João Lourenço, em 2018.

Recorde-se que a empresária foi acusada pelo Executivo angolano de ter desviado, usando a sua condição de cliente preferencial, perto de 200 milhões de dólares através de negócios por esclarecer ainda com a Sociedade de Comercialização de Diamantes de Angola (Sodiam).

A empresa suíça é agora pertença do Damac Group, sediado no Dubai, cidade onde reside actualmente Isabel dos Santos, depois de lhe terem sido abertos processos judiciais em Angola, a partir do escândalo Luanda Leaks, onde a empresária é suspeita, entre outros alegados crimes, de ter desviado perto de 100 milhões USD quando ainda tinha a liderança da Sonangol, abrangendo um total de 5 mil milhões USD, de acordo com a PGR angolana.

Não foram revelados pormenores sobre os montantes envolvidos no negócio mas sabe-se que a De Grisogono, antes do processo de falência, viveu períodos conturbados devido aos atrasos no pagamento dos salários dos seus mais de quatro dezenas de funcionários.

O novo proprietário da De Grisogono, Hussain Sajwani, citado pelos media especializados, sublinhou que esta aquisição surgiu com naturalidade porque "o Grupo Damac estava a planear a sua entrada no universo dos produtos de luxo e da moda de elevado padrão".

O multimilionário árabe dono do Grupo Damac, que não revelou os valores envolvidos, nem na aquisição nem nos encargos associados à compra de uma epresa em processo de falência e com dívidas às costas, adiantou ainda que a experiência existente no seu conglomerado empresarial vai garantir o rápido sucesso da nova aquisição.

Recorde-se que foi já com a De Grisogono, uma das mais luxuosas à época, joelheiras, criada em 1993, que o casal dos Santos e Dokolo compraram o maior diamante alguma vez encontrado em Angola, em 2016, com 404 quilates, baptizado de "4 de Fevereiro", por 16 milhões de dólares.

Este diamante, encontrado na mina do Lulo, na Lunda Norte, no início de 2016, foi, posteriormente, transformado numa jóia rara de grande valor, embutida num conjunto composto por um colar de esmeraldas e uma pedra branca no centro com 136 quilates, que foi vendida, em leilão realizado pela Christie"s, por 33,7 milhões USD, em Novembro de 2017.

Este especioso colar, cujo design foi de autoria dos mestres da De Grisogono, segundo o Damac Group, vai agora servir de inspiração para a construção de um gigantesco projecto imobiliário, o Safa One, com cascatas internas, jardins suspensos, e uma praia artificial entre outras dimensões luxuosas, onde prevalecerá o verde esmeralda e o brilho da gema principal da peça. NJ

Rate this item
(0 votes)