Domingo, 19 de Setembro de 2021
Follow Us

Sábado, 11 Setembro 2021 22:00

TV Zimbo exige que UNITA se pronuncia sobre tentativa de agressão e expulsão de seus trabalhadores na marcha

O jornalismo público da TV ZIMBO é feito com regras universalmente aceites, logo com liberdade de expressão e em nome da liberdade de imprensa consagrada na nossa Constituição, a nota de protesto que Angola24Horas teve acesso.

Segundo a nota, este Sábado, simpatizantes, militantes e amigos da UNITA, não deixaram os jornalistas da TV ZIMBO fazerem o seu trabalho, colocando em perigo, a integridade física dos repórteres que viram-se forçados a interromper a cobertura e transmissão em directo no jornal às 13 horas e que até mereceu a abertura do respectivo noticiário.

Assim, a direcção de jornalismo da TV ZIMBO vem publicamente exigir à Direcção da UNITA para que tenha uma cultura de paz e de cidadania, e que oriente os seus militantes, simpatizantes para que respeitem os valores consagrados na Constituição.

"A TV ZIMBO não é um partido político e nunca irá disputar eleições. A Direcção de Comunicação da UNITA deu a conhecer a opinião pública e publicada de que o acto era público e apelava a cobertura dos media, pelo que fizemos em nome do interesse público, conforme se pode ler.

Exigiu, no entanto, que a UNITA se pronuncie e se retrate sobre as tentativas de agressão de que foram vítimas, os profissionais da TV ZIMBO, enquanto cobriam a denominada marcha pacífica deste sábado, 11 de Setembro de 2021.

Vale referir que durante o acto, sabe Angola24Horas, o presidente da UNITA, Adalberto Costa Júnior, condenou os actos de intolerância contra órgãos de comunicação social públicos, tendo realçado que estes não são culpados e que há uma voz maior considerada ordens superiores.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up