Sábado, 08 de Mai de 2021
Follow Us

Sábado, 20 Março 2021 13:17

Morreu a filha mais nova de Agostinho Neto

A filha mais nova do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, Leda da Silva Neto, morreu na madrugada deste sábado, em Lisboa (Portugal), vítima de doença.

Segundo nota da embaixada de Angola em Portugal a que a ANGOP teve acesso, Leda da Silva Neto se encontrava a receber tratamento médico no Hospital da Luz.

A filha mais nova de António Agostinho Neto e Eugénia Neto tinha 57 anos, nasceu a 05 de Janeiro de 1964, em Brazzaville, República do Congo, onde se encontravam os país devido à actividade política do então lider do MPLA. Leda foi assim baptizada em homenagem a Leda Giulini, uma italiana de ascendência búlgara que se tornaria sua madrinha.

A família de António Agostinho Neto, destacou neste sábado as qualidades de Leda da Silva Neto, num comunicado a que a ANGOP teve acesso, a família recorda o seu espírito afável, generoso e a coragem profissional.

Informa que, ultimamente, Leda Neto travou um longo combate contra uma doença que se revelou irreversível, não especificada.

A irmã, Irene Neto, adiantou que o funeral "deverá acontecer em Angola, em data a anunciar".

O chefe de Estado angolano, João Lourenço, já transmitiu as suas condolências à família.

“Em nome da minha família e no meu próprio, cumpre-me o dever de apresentar as nossas mais sentidas condolências à mãe, irmãos e restantes familiares, pelo falecimento de Leda Neto, ocorrido na manhã de hoje em Lisboa”, afirma o Presidente de Angola, em comunicado.

“Curvamo-nos com tristeza perante a memória de Leda Neto, que em vida soube honrar o legado de seu pai, colocando com simplicidade e bastante humildade o seu saber e conhecimento ao serviço do engrandecimento da Pátria de Agostinho Neto, seu Pai ilustre”, lê-se na nota da Presidência angolana.

João Lourenço expressa ainda “indefetível solidariedade” a “toda a família enlutada neste momento de dor”.

O Bureau Político do partido no poder em Angola (MPLA) manifestou também “, consternação pela morte de Leda Neto, em nota de condolências, a que a ANGOP teve acesso, o MPLA afirma que a camarada Leda Neto notabilizou-se como economista sénior do Banco Nacional de Angola, revelando-se, igualmente, como uma mulher sensível e humana e profundamente comprometida com os valores da solidariedade e da fraternidade, pelo que o seu desaparecimento prematuro representa um rude golpe para toda a família angolana.

“Neste momento de dor e luto, em nome dos militantes, simpatizantes e amigos do partido, o Bureau Político do MPLA inclina-se perante a memória da malograda camarada Leda da Silva Neto e endereça à família enlutada sentidas condolências”, lê-se no documento.

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up