Quinta, 22 de Abril de 2021
Follow Us

Sábado, 19 Dezembro 2020 17:06

SIC deteve chinesa "que falsificava vistos" por não dominar mandarim - Advogado

Tadeu Garcia, advogado de Linda, a cidadã de nacionalidade chinesa, detida pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC), cuja detenção considera igualmente ilegal, revelou que o mandato estava repleto de vícios processuais.

Para o advogado, o SIC violou a Lei sobre as medidas cautelares num processo penal no seu art.º 10°, também o art.º 9° da mesma Lei que obriga os agentes a informarem o visado sobre a situação e fazer entrega de uma cópia do mandado, algo que não aconteceu antes de alegado esforço e intervenção de outros oficiais.

"O mandado fazia referência a uma cidadã vietnamita e não de uma chinesa. O nome não era desta, mas mesmo assim os agentes em serviço nada fizeram para terminar o processo, tendo remetido o caso ao Ministério Público que com a nossa pronta intervenção percebeu que, efectivamente, havia erro na pessoa e ordenou a libertação imediata da chinesa, que nunca teria sido detida, revelou.

De acordo com uma nota de imprensa do SIC, enviada para Angola24Horas, a 15 de Dezembro, Linda de 53 anos terá sido acusada dos crimes de Falsificação de Documentos, concretamente vistos de trabalho e transferências ilícitas de valores para o exterior do país.

Na nota, o SIC refere que, após um aturado trabalho de investigação em torno de um processo investigativo, em que vinha sendo seguida desde Novembro, que culminou com a elaboração de Mandados de Busca, Revista e apreensão afecto a um processo-crime, foram apreendidos no interior da sua residência, um total de 18 passaportes, todos de nacionalidade Chinesa.

Dos 18 passaportes, pelo menos 5 estavam com vistos de trabalho falsos, de várias empresas de direito angolano, 12 blocos de facturação que comprovam as transferências ilícitas de valores realizados fora do circuito bancário, 119 modelos para vistos de estrangeiros e 239 talões de depósitos bancários.

Na sequência, foram ainda apreendidos valores monetários em USD, 15.781 dólares Americanos, RAND Sul Africano $ 4.780, AKZ 940.000,00, Remimbi (moeda Chinesa) 1.700,00 e um cofre fechado, por determinar o que continha, 03 computadores e 4 máquinas de conferir dinheiro.

Por seu turno, o advogado afimou que, maior parte da referida documentação está em mandarim, visto que o foco desta actividade são cidadãos chineses, daí que na impossibilidade dos agentes lerem o mandarim, terão entendido mal a descrição que consideraram documentos de transferências ilegais e falsificação de documentos, incluindo bilhetes de passagem.

Linda, conforme disse ainda Tadeu, é uma pessoa de bem que ganha o seu pão de forma honesta, sem ligações a terceiros metidos em actividades ilícitas, pelo que espera que as autoridades não se deixem levar por questões de inveja, ódio contra quem com suor e esforço ganha o pão de cada dia.

O Serviço de Investigação Criminal, através do seu Departamento de Combate aos Crimes Financeiros e Fiscais do SIC Luanda, havia detido a cidadã, no município de Luanda, Distrito Urbano das Ingombotas, bairro Miramar.

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up