Sexta, 04 de Dezembro de 2020
Follow Us

Sábado, 12 Setembro 2020 22:30

Holanda investiga empresa de Isabel dos Santos que tem participação indireta na Galp

Autoridades holandesas estão a investigar a Exem Energy, sociedade através da qual Sindika Dokolo e Isabel dos Santos são donos de uma posição indireta de 6% na Galp Energia

O Ministério Público da Holanda abriu uma investigação sobre a Exem Energy BV, empresa do marido de Isabel dos Santos, Sindika Dokolo, através da qual a filha do ex-presidente angolano José Eduardo dos Santos é acionista, de forma indireta, da Galp.

O jornal holandês "De Volkskrant", parceiro do consórcio jornalístico ICIJ (que no início deste ano publicou as revelações de Luanda Leaks), tal como o Expresso, noticiou a abertura da investigação, citando um porta-voz do Ministério Público, que esclareceu que se trata de um inquérito lançado por iniciativa holandesa e não a pedido das autoridades angolanas.

O jornal holandês indica que a participação de Sindika Dokolo na Exem Energy terá sido arrestada e um porta-voz do empresário e marido de Isabel dos Santos afirmou que Dokolo está a colaborar com as autoridades holandesas para refutar o que diz ser "falsas alegações".

A notícia foi, aliás, partilhada este sábado na página do Twitter de Rui Pinto, uma das fontes do Luanda Leaks, através da PPLAAF, plataforma para denunciantes com sede em França.

A Exem Energy detém 40% da Esperaza Holding, empresa holandesa que tem como maior acionista a angolana Sonangol, com 60%. A Esperaza é por sua vez detentora de 45% da Amorim Energia (igualmente constituída na Holanda), cujo maior acionista é o grupo Amorim.

A Amorim Energia detém uma participação de 33,34% na Galp Energia, o que confere a Isabel dos Santos e Sindika Dokolo uma posição indireta de 6%.

EXPRESSO

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up