Segunda, 28 de Novembro de 2022
Follow Us

Terça, 14 Junho 2022 16:23

CNE não adianta número de cidadãos eliminados mas confirma auditoria do Ficheiro Informático entregue ao TC

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE), através do seu Porta-voz, Lucas Quilundo, confirmou a realização de uma auditoria ao Ficheiro Informático dos Cidadãos Maiores, pela Intellera, uma entidade estrangeira, selecionada por via de concurso.

De acordo com Lucas Quilundo, segundo dados que Angola24horas teve acesso, relativamente aos prazos fixados para a conclusão do trabalho, se trata de um processo que pode ir até 15 dias antes da realização das eleições.

"Foi seleccionada uma entidade independente para proceder à auditoria do ficheiro e da solução tecnológica que está a ser construída para as eleições gerais deste ano", disse Quilundo, acrescentando que a entidade seleccionada cumpriu os requisitos exigidos no Caderno de Encargos e o procedimento de concurso.

Fez igualmente saber que, com a recepção do FICM pelo Tribunal Constitucional, será possível, a partir destes dados, construir as assembleias de voto, o número exacto das mesas, bem como as acções relacionadas com o credenciamento dos diversos agentes eleitorais que passam pelos membros das assembleias de voto, os delegados dos partidos políticos, os órgãos de comunicação social e todo um conjunto de agentes eleitorais envolvidos no processo.

O responsável observou ainda que da lista inicial, cujas diferenças foram verificadas entre o ficheiro provisório e a cópia definitiva entregue ao Tribunal Constitucional, foram expurgados os cidadãos que, por diversas razões e consequências legais, não devem constar.

Adiantou que é o caso de cidadãos que não vão completar 18 anos até 24 de Agosto de 2022, data da votação, assim como os cidadãos falecidos durante o processo, além daqueles que, por razões legais estão impedidos de exercícios políticos.

Entretanto, Quilundo não avança o número de cidadãos angolanos que foram eliminados, porém declara que, o que conta para o trabalho da Comissão Eleitoral é única e exclusivamente o número definitivo no ficheiro.

Importa realçar que, o Tribunal Constitucional (TC), começará, de forma preliminar, o processo de verificação dos dados constantes do Ficheiro Informático dos Cidadão Maiores, depois da recepção da cópia definitiva, da Comissão Nacional Eleitoral que habilita mais de 14 milhões de eleitores para o pleito de Agosto 2022.

Rate this item
(0 votes)