Segunda, 08 de Agosto de 2022
Follow Us

Terça, 15 Março 2022 14:18

Angola disponível para ceder terrenos para Cabo Verde cultivar

O Presidente de Angola, João Lourenço, anunciou hoje, na Praia, a possibilidade de disponibilizar terras para cultivo agrícola a Cabo Verde, no âmbito da intenção de reforço das relações económicas entre os dois países.

“Estamos a negociar há um tempo para cá a cedência de terras em Angola para que Cabo Verde possa desenvolver a agricultura em Angola, com fins de exportações aqui para Cabo Verde. Isto ainda não é uma realidade, mas vamos renovar este desejo, esta intenção, e acreditamos que muito brevemente este desejo dos dois países vai ser realizado”, afirmou João Lourenço, em declarações aos jornalistas após a reunião com o Presidente de Cabo Verde, José Maria Neves, no âmbito da visita de Estado que está a realizar ao arquipélago.

“Com Cabo Verde estamos a dar passos muito concretos. Começamos com o setor dos transportes mas não queremos ficar por aí, vamos estender a outras áreas”, acrescentou, ainda nas declarações conjuntas com o homólogo cabo-verdiano, no Palácio Presidencial.

Para João Lourenço, esta visita de Estado, que surge depois da realizada em janeiro pelo homólogo cabo-verdiano a Luanda, representa a intenção dos dois chefes de Estado “em recuperar o tempo perdido”.

“Significa dizer que muito podia ter sido feito, mas que por razões de diversa ordem acabou por não acontecer. Mas como se costuma dizer, antes tarde do que nunca. Julgamos ter chegado o momento de o fazer a partir de agora”, disse ainda o Presidente angolano.

Nesse sentido, a comissão bilateral reuniu-se no sábado, 14 anos depois, e fechou quatro instrumentos jurídicos que serão assinados hoje pelas delegações dos dois países, incluindo a cedência em regime de leasing pela angolana TAAG de um avião Boeing 737-300 à cabo-verdiana TACV.

“O primeiro avião que vem em formato de leasing para estar ao serviço da companhia de transporte aéreo cabo-verdiano TACV acaba de aterrar aqui na cidade da Praia. Portanto, não queremos perder tempo, queremos factos, com gestos concretos, começar a trabalhar em prol do reforço da relação económica entre os dois países”, afirmou João Lourenço, garantindo que Angola tem “muito a ganhar” se cooperar com Cabo Verde também nos setores do turismo, comércio ou administração pública.

Na mesma ocasião, José Maria Neves sublinhou tratar-se de uma visita “a todos os títulos histórica” e que visa uma “perspetiva pragmática” de reforço das relações de cooperação e amizade entre os dois países.

“Há uma forte vontade de reforçarmos o pilar económico empresarial entre os dois países”, disse o chefe de Estado cabo-verdiano, apenando ao investimento angolano em Cabo Verde.

Para o Presidente cabo-verdiano, a visita do homólogo angolano é “um momento importantíssimo de redinamização das relações” entre os dois países, para atingir “o patamar de uma parceria estratégica”.

Os dois chefes de Estado elogiaram as relações históricas entre ambos os países e o incentivo que será dado com o novo acordo de mobilidade aprovado pela Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), que ambos integram.

O Presidente angolano reúne-se ao início da tarde, no Palácio do Governo, na Praia, com o primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, antecedendo a apresentação dos resultados da VIII Comissão Mista de Cooperação Bilateral Cabo Verde – Angola.

Segundo o Governo cabo-verdiano, na mesma ocasião, na presença de João Lourenço e de Ulisses Correia e Silva, serão assinados documentos jurídicos no domínio dos transportes aéreos, nomeadamente prevendo a cedência à companhia aérea estatal cabo-verdiana TACV, em regime de leasing, de um Boeing 737-700 por parte da angolana TAAG, bem como um Acordo de Promoção e Proteção Recíproca de Investimentos, envolvendo os dois governos.

Será igualmente assinado um Acordo Bilateral de Serviços Aéreos entre os dois governos, um Memorando de Entendimento sobre os Transportes Aéreos entre os ministérios dos Transportes dos dois países, e um Memorando de Cooperação Técnica entre a Agência de Aviação Civil de Cabo Verde (AAC) e a Autoridade Nacional da Aviação Civil de Angola (ANAC), seguindo-se uma declaração conjunta à imprensa de João Lourenço e Ulisses Correia e Silva.

O chefe de Estado angolano chegou no domingo à Praia e iniciou hoje o programa oficial da visita de Estado a Cabo Verde, retribuindo a que foi realizada em janeiro último pelo Presidente cabo-verdiano, José Maria Neves, a Luanda.

Esta tarde, João Lourenço vai fazer uma intervenção numa sessão especial na Assembleia Nacional e na terça-feira viaja para o Mindelo, na ilha de São Vicente, onde vai visitar pontos de interesse económico, como a empresa de conservação de pescado Frescomar e a Estação de Produção de Água dessalinizada, além de receber as chaves da cidade.

A partida de Cabo Verde, a partir da ilha de São Vicente, está prevista para quarta-feira.

Rate this item
(1 Vote)