Sábado, 25 de Junho de 2022
Follow Us

Sexta, 07 Janeiro 2022 17:26

Lourenço recupera figuras próximas à Eduardo dos Santos

O esforço de reunificação do MPLA em que João Lourenço se lançou nas últimas semanas, tem por finalidade, conforme análises de Intelligence, reforçar o seu poder como líder do regime – condição considerada pelo próprio como “indispensável” para almejar/garantir uma vitória nas eleições gerais previstas para o início do segundo semestre de 2022.

Segundo o África Monitor, a imagem de “reunificador” que JL pretendeu ligar a si próprio por efeito do referido esforço, é, na sua visão e na dos seus conselheiros, o elemento que mais decisivamente poderia contribuir para o reforço do seu poder.

De acordo com a fonte, para a sua reaproximação a JES, JL contou com os “bons ofícios” de figuras do regime por ele próprio reabilitadas no Congresso, em especial Pitra Neto, Dino Matross e Gaspar Martins.

Avança que ”Toninho”) Van-Dúnem, é a figura ligada a JES cuja recuperação por “orientações” expressas de JL é considerada mais paradigmática. Ainda no período de JES, retirou-se da política activa para enveredar pelos negócios. A sua recuperação tem a importância dupla pelo facto de ter sido ostensivamente “banido” por JL.

O caso de Higino Carneiro é igualmente considerado referencial. Até há pouco apontado como estando em declínio, não só foi mantido como dirigente partidário (membro do CC), como a sua condição de homem de negócios tende a recompor-se por efeito de oportunidades que lhe terão sido prometidas tendo em vista a recuperação de empresas em dificuldades e o lançamento de novos negócios. LuandaPost

Rate this item
(1 Vote)