Sábado, 16 de Outubro de 2021
Follow Us

Domingo, 18 Julho 2021 13:21

«Animosidade» entre JLo e ACJ pode «ser um risco» para o País

Secretário da UNITA em Luanda atribui ao PR responsabilidade exclusiva sobre o actual clima de tensão com o líder do maior partido na oposição, recordando que ACJ aguarda por resposta a um suposto pedido de audiência endereçado a João Lourenço há três meses.

Nelito Ekuikui espera que, em caso de haver encontro, os dois líderes abordem, sobretudo, a «crise do sistema de saúde». Já Celso Malavoloneke, consultor do ministro das Telecomunicações, conclui que a relação pouco cortês entre o Chefe de Estado e o líder dos «maninhos» resulta da linguagem dura de ACJ.

Analistas de diferentes áreas manifestam-se preocupados com a falta de diálogo entre o Presidente da República, João Lourenço, e o líder da UNITA, Adalberto Costa Júnior, e consideram que "a evidente animosidade" entre os dois representa "sério risco" para o País, sobretudo nesta fase pré-eleitoral, tendo em conta o histórico de Angola, em que todos os escrutínios têm sido alvo de protesto por parte da oposição, com o "galo negro" à testa.

Dentre os analistas ouvidos pelo NJ, há quem sugira ser também importante que se tragam à tona as causas deste "evidente afastamento" que, obviamente, apenas João Lourenço e Adalberto Costa Júnior saberiam explicar.

Adalberto Costa Júnior, eleito presidente da UNITA a 15 de Novembro de 2019, chegou, em dois anos à frente do maior partido na oposição, a ser recebido pelo Presidente da República apenas uma única vez, em Fevereiro de 2020.

À saída, o líder do maior partido na oposição explicou à imprensa que o encontro serviu, entre outros objectivos, para abordar a importância da fixação de uma data para as eleições autárquicas, bem como a necessidade de se realizarem reformas na composição da Comissão Nacional Eleitoral (CNE).

Na ocasião, o presidente da UNITA considerou positivo o encontro e sublinhou ter sido "uma conversa que merece continuidade no futuro, como forma de se criar confiança".

Contrariamente ao desejo manifestado por Adalberto Costa Júnior, nunca mais o presidente da UNITA e o Presidente angolano voltaram a encontrar-se, tendo sido afastados ainda mais pelos acontecimentos subsequentes. Numa declaração, o PR criticou a UNITA pelo seu alegado "envolvimento na manifestação" de Outubro de 2020 e abordou o assunto com Isaías Samakuva. NJ

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up