Segunda, 25 de Outubro de 2021
Follow Us

Quarta, 14 Julho 2021 19:46

Analistas angolanos defendem inquérito à Presidência da República ante tantos casos de corrupção

O combate à corrupção em Angola iniciado após a tomada de posse do Presidente João Lourenço já levou à exoneração e investigações de diversas figuras do país.

Mais recentemente, milhões de dólares, euros e kwanzas, bem com avultados bens em imóveis e carros de luxo, foram apanhados alegadamente na posse do major Paulo Lussaty, funcionário da Casa de Segurança no que pareceu ser parte de um esquema envolvendo o desvio de dinheiro de fundos da Presidência.

Na limpeza feita por João Lourenço, com cerca de duas dezenas de exonerações, até o ministro de Estado e chefe da Casa de Segurança do Presidente, Pedro Sebastião foi demitido.

Nesta segunda-feira, 12, ainda na operação “Carangueijo”, mais de 20 oficiais ligados à Casa de Segurança do Presidente da República na província de Cuando Cubango foram detidos.

Os procuradores continuam no Cuando Cubango onde podem existir mais detenções, segundo fontes da Procuradoria-Geral da República.

Em Luanda, questiona-se o por quê desse foco de corrupção na Presidência da República.

O analista Agostinho Sicato entende ser necessário que a responsabilização dos autores destas práticas comece do topo, uma vez que a corrupção em Angola teve sempre como fonte a Presidência da República.

“Tem de se atacar a raiz e a raiz é a Presidência da República”, sublinha.

Por seu lado, o jornalista Ilidio Manuel entende que não havendo uma sindicância independente aos serviços do Presidente, estas detenções ficaram apenas pelos majores.

“São alguns majores que aparecem como testa-de-ferro quando se sabe que existem altas figuras que estão a gozar da proteção”, aponta Manuel.

Nesse quadro, Agostinho Sicato defende a instauração de um inquérito aos serviços da Presidência da República, por parte da “Procuradoria-Geral da República”.

Ilidio Manuel realça que “a Presidência da República devia ser exemplo para o país”.

A operação “Carangueijo” começou no mês de Abril. VOA

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up