Sexta, 18 de Junho de 2021
Follow Us

Segunda, 26 Abril 2021 15:29

Tchizé acusa João Lourenço e Rafael Marques de perseguição após menção na lista de milionários

A empresária angolana, ex-deputada do MPLA e filha de José Eduardo dos Santos, disse que a inclusão do seu nome na lista de personalidades angolanas com as fortunas em Portugal divulgada hoje no jornal Correio da Manhã, tem que ver com uma perseguição pessoal protagonizada pelo actual presidente angolano, João Lourenço.

Em um vídeo publicado no seu oficial Facebook, Tchizé dos Santos considerou ser normal que um país queira estar sempre informado sobre suas entidades com fortunas no exterior ou no mesmo território, sendo que, o grande problema no caso de Angola, a questão está ligada à actos de perseguição.

Tchizé dos Santos, afirmou que os actos do titular do poder Executivo em Angola, são recorrentes quando se trata especificamente desta, tendo recordado o seu fim de mandato como deputada à Assembleia Nacional, o qual considera ilegal, na mesma altura em se terá cometido um crime por não ter sido ouvida.

Para Tchizé, João Lourenço, na condição de titular do poder Executivo poderia estar a usar e pressionar entidades e ou instituições para a sua perseguição.

"Há vários anos, desde 2011/ 2013 que o senhor Rafael Marques, quem sabe por encomenda fruto das ligações que estamos a ver que ele tem indirectamente com o presidente João Lourenço, através da ONG Ufolo que já beneficiou de apoio do Governo andou a fazer acusações contra a minha pessoa com as suas falsas informações que foram parar em inquéritos em Portugal", conforme Tchizé.

Disse também de Rafael Marques que é um bandido, um político travestido de jornalista e activista cívico e que não consegue a nenhum nível criticar JoãoLourenço, em meio a várias situações, por supostamente ser seu amigo agora.

Tchizé dos Santos considerou ainda que João Lourenço, como cidadão, é um cobarde, mal carácter e ingrato, usando os poderes que tem como Presidente para perseguir a quem ele não gosta, por que motivos ninguém sabe.

“Já sabemos que o Presidente João Lourenço tem uma campanha de perseguição contra a minha pessoa”, disse, numa mensagem enviada a jornalistas, Tchizé dos Santos, que recusa qualquer favor político na construção do seu império financeiro, que tem suporte no setor dos media e bancário.

“Sempre fui empreendedora, fundei dois bancos em Angola. Graças a Deus não foi com dinheiros públicos”, explicou, dizendo confiar na justiça.

“Não estou preocupada, se o Presidente João Lourenço me quiser perseguir até à 'Cochinchina', que persiga”, acrescentou a empresária, que está casada com um cidadão português e sustentou ter feito vários investimentos em Portugal, sem os enumerar.

“Há livre iniciativa e ainda não está proibido aos empresários investir fora do país”, salientou, considerando que esta “perseguição está a sair cara” ao executivo angolano.

Os aliados de João Lourenço "têm medo", sustentou, que a sua "popularidade seja usada a favor da UNITA" (União para a Independência Total de Angola, na oposição), acrescentou Tchizé dos Santos, que disse ter boa relação com vários deputados e dirigentes da oposição em Angola.

"Hoje eu estou contra o camarada João Lourenço e acho que ele não deve continuar a ser presidente do MPLA [Movimento Popular de Libertação de Angola] para evitar o fim do partido" após "um brutal derrota eleitoral" nas próximas eleições presidenciais de 2022.

"As suas obras sociais ninguém conhece. Nem suas nem da sua esposa quando vocês ainda não estavam no Palácio Presidencial", rematou.

Segundo o jornal Correio da Manhã, este relatório cumpre uma carta rogatória que a PGR entregou há um ano, que incluía uma listagem de dezenas de nomes, entre os quais a irmã de Tchizé dos Santos, Isabel dos Santos, que está a ser investigada pela justiça angolana e que tem vários bens em Portugal, incluindo participações direitas ou indiretas em empresas.

Leopoldino do Nascimento (‘Dino'), José Filomeno dos Santos - outro filho do antigo presidente -, Manuel Hélder Vieira Dias (‘Kopelipa’) ou João Maria de Sousa são outros dos nomes dessa lista.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up