Sábado, 10 de Abril de 2021
Follow Us

Terça, 02 Março 2021 09:52

João Lourenço me parece com dificuldades em distinguir governar um povo & jogar xadrez ou batota

É pena João Lourenço ainda não dar conta de que governar um povo, não é o mesmo como se jogar xadrez, jogo da cabra cega, a vermelhinha ou outro jogo da batota qualquer, tendo o povo como adversário.

Jogar xadrez é diferente de jogar batota e João Lourenço como dizem por aí ser um bom jogador de xadrez. Já deveria ter se dado conta de que afinal até mesmo na batota a coisa não funciona da mesma forma que no xadrez, eu sei jogar xadrez, já varri e dei mesmo surra alguns grandes jogadores de xadrez na cadeia de S. Paulo na famosa cela (F).

Perguntem, ao Aragão Campos, Reginaldo Silva, Vidigal, Fernando de Sousa e outros de quem também já apanhei algumas surras de quando em vez?

Mas ao se governar um povo o mais importante não é tentar encurralar sempre este povo lhe impedindo com que não avance, lhe empurrando sempre, e cada vez mais para trás como está acontecer em Angola onde a grande maioria clama em coro, de que a situação vai do mau ao pior.

O que quer dizer que em vez de avançarem estão a recuar cada vez mais e isto é reflexo da forma como João Lourenço está a gerir o país seguindo uma estratégia que mais se adapta ao jogo da batota.

Onde o mais importante é colocar o adversário cada vez mais atrás lhe impedindo de progredir, João Lourenço para ter sucesso e progredir só o conseguirá se caminhar com o povo e de braços dados com ele.

pois essa de se tentar impedir com que o povo dê passos em frente é caminho errado e certo para o seu fracasso.

É uma tática boa sim, mas para quem está envolvido num jogo da batota qualquer, onde a tática é quase sempre a mesma, impedir o progresso do adversário, não lhe dar chance de avançar, o que é diferente quando se está na gestão de um país e povo onde todos precisam andar juntos e se braços dados ainda melhor.

Por Fernando Vumby

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up