Sexta, 25 de Setembro de 2020
Follow Us

Sábado, 15 Agosto 2020 02:45

Vingador atesta “K.O” ao homem que lhe deu o poder de bandeja

JLO armado com todos os artefactos da vingança atirou – se de cabeça contra o corpo do ex – Presidente JES tendo atingido o lugar onde a dor é hiperálgica, cujo ângulo expressa a condenação do filho – varão “Zénu dos Santos” à cinco anos de prisão maior.

Os esforços desenvolvidos em torno da condenação de Zénu dos Santos é uma espécie de um balde de água fria despejada na cabeça do ex – Presidente Eng. JES. Na verdade, o vingador, como é vulgarmente tratado, não visava atingir o filho, mas, antes pelo contrário vingar – se do “Pai”, pela ironia do destino, as imunidades constitucionais fazem dos filhos uma peça teatral para alcançar o “Pai”, essa condenação de “Zeno dos Santos” não se dirige à Zeno dos Santos, mas sim, ao “Pai”, José Eduardo dos Santos”.

Uma verdadeira vingança de JLO contra a pessoa de José Eduardo dos Santos. Se, de um lado, JLO tem sobre a cabeça o ressentimento à coçar – lhe os neurónios, pelo facto de JES ter gozado de uma intimidade sentimental com a sua mulher Ana Dias Lourenço, do outro lado, João Lourenço passou à andar às costas de Fernando Garcia Miala, seu verdadeiro braço direito, e, por sinal, aquele que mais influência exerce no seu Governo, Miala traz à mesa os dossiês do ressentimento, vingando – se da pena de prisão que sofreu por ter sido acusado de tentativa de “Golpe de Estado”, quando inviabilizou todas as orientações de JES, tendo imposto um poder paralelo à JES com variadas escutas telefónicas ao ex – Dono Disto Tudo. Esse ressentimento traduziu – se numa verdadeira arma da vingança onde os filhos foram postos à pagar todas as favas em nome do “Pai”.

A compreensão desta vingança não tem desculpas, nem se acusa alguma razão, bem poderia se evitar a condenação de Zeno dos Santos somente para atingir JES, como se JLO nunca tivesse conhecido a sua própria fraqueza, nem sabido dos variados erros que tem vindo à cometer no seu consulado. Se soubesse compreender antes de condenar Zeno dos Santos, JLO estaria no caminho da humanização do País e das relações política no âmago do seu regime.

Lembremos – nos que, se em 2002, quando Jonas Savimbi morreu em combate, vítima de traição pelos seus próprios sequazes (como dizia Maquiavel, em política não existem amigos, somente interesses). Se JES tivesse abandonado o poder, tal quanto JLO impunha, hoje, a UNITA, teria sido extinta por JLO.

Mas, foi a sorte de Deus que fez com que JES, um verdadeiro líder pacífico, estadista de valor incomparável, não deixasse pelo caminho o poder às mãos de um líder rude, violento e extremamente desumano, que faz da força no único meio de manter o poder sobre os sujeitos à sua vontade, encarnando ao não mais poder ser a alma de Jonas Savimbi. JLO faz da vingança no único meio para o exercício do seu poder em Angola.

Apesar de contar na lista de dez pessoas escolhidas pro Dos Santos em 2014, admira – se como JLO, um autêntico vingador foi o único indivíduo à passar no testes de perfil de liderança realizados pelas empresas de “Markiting Político” do Brasil, Espanha e Rússia. Talvez, Vladimir Putin, teria cometido um erro sem número, ao forçar Eduardo dos Santos à deixar o poder em JLO, um autêntico vingador, despido de escrúpulo e limites.

Os “porques” que levaram Dos Santos a colocar um estrangeiro e vingador no seu lugar

Há variadas vozes, segundo as quais, “JES” terá cometido o pior erro da história ao colocar um “vingador” e “estrangeiro” oriundo da RDC em seu lugar. O maior erro de um líder consiste em tentar colher de uma pessoa para o substituir virtudes que ela nunca teve, e, de esquecer – se de preparar alguém com virtudes para o poder substituir.

Mas, tentaremos esmiuçar “porque” razão JES falhou ao triplo ao dar o poder à um estrangeiro e autêntico vingador.

Nos últimos anos do seu consulado, JES bateu – se demasiado com variadas questões, pesando nos seus ombros acusações segundo as quais teria enriquecido a sua prole e a entourage, além de mais, variadas vezes era acusado de não ter nascido em Angola, peso as relevantes provas, segundo as quais, JES terá nascido no Sambizanga, simplesmente pelo facto dos seus pais terem descendência santomense, era variadas vezes acusado de ter nascido em Almerim, no distrito de Água Grande, em São Tomé, mas a questão que permanecerá viva será a seguinte, porque razão JES foi eleger um estrangeiro que nem sequer tem alguma origem angolana e recusou – se de indicar um angolano?

A questão é tão transparente que ninguém deveria perguntar isso, deixando um angolano genuíno JES receava que poderia desenterrar verdades sobre a sua governação e instalar um estado de terror contra a sua pessoa, desde logo, deixando um estrangeiro no seu lugar, JES pensava ser mais seguro e tê – lo – ia sido mais fiel aos acordos tratados de forma secreta, mas o tiro parece tê – lo saído pela culatra, apesar de JES ter deixado um estrangeiro em seu lugar, e tê – lo confiado todo o poder de maneira absoluta, esse estrangeiro de maneira nenhuma tê – lo – á sido fiel. JLO é catanguês nato, nasceu na RDC, os seus pais também nasceram na RDC, nenhum dos seus familiares tem (Pai e Mãe) tem origem de Angola.

Desde logo, a estratégia segundo a qual, um estrangeiro seria mais fiel que um angolano genuíno, simplesmente não vincou uma realidade, deu completamente errada, nem sempre confiar um poder absoluto à estrangeiros pode ser estratégia do poder, a melhor estratégia seria ter preparado alguém desde 2012, e essa mesma pessoa tê – lo - ia passado aos poucos responsabilidades, e tê – lo – ia instruído e conduzido todos os caminhos do poder para que não se pudesse perder ao longo da governação, tendo – o orientado sobre os diversos dossiês do Partido e do Governo, porém, o que terá sucedido é que JLO foi indicado de maneira súbita, mesmo que fosse angolano teria falhado na mesma, enquanto mais um estrangeiro, falha três vezes mais, outrossim, JLO carrega nas suas veias uma ira antiga contra a figura de JES e um outro rancor erguido após as eleições, se ele não se revoltava contra JES é porque JLO na altura não tinha poder, esperava poder para que viesse se revoltar contra JES, o poder que tê – lo – á sido dado serviu simplesmente para vingar – se do passado e mais nada.

Portanto, até então, variadas pessoas encontrar – se – ão atônitas com a seguinte questão: porque é que JES colocou em seu lugar um estrangeiro e não um nato do País, foi precisamente para esquivar uma possível vingança que nunca terá acontecido. Essa estratégia do ex – Presidente seria a mesma de um milionário que ao chegar à velhice em vez de deixar a riqueza aos seus filhos prefere deixar a riqueza aos vizinhos e outrem pensando na fidelidade que esses terão com a sua figura que apresentar – se – á desprovida de bens, com todos os seus bens entregues aos vizinhos e demais indivíduos estranhos, tal estratégia pode ser útil numa primeira instância, só que nunca sabemos da real intenção de um desconhecido que não guarda ligação consanguínea conosco. No entanto, JES falhou ao colocar JLO em seu lugar, foi colocar um vingador para caçá – lo em tudo que é canto deste mundo.

Por Amadeu Baltazar Rafael

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up