Terça, 27 de Fevereiro de 2024
Follow Us

Quarta, 28 Junho 2023 11:27

Moeda nacional segue em queda livre e euro ultrapassa a barreira dos 900 kwanzas

Nesta quarta-feira, 28, perto das 09:00, hora de Luanda, 1 dólar já custa 822,3 Kwanzas, enquanto 1 euro já vale 900,7 kwanzas, de acordo com a taxa de câmbio média do BNA. Assim, o Kwanza continua a depreciar face às principais moedas, desde 12 de Maio, período em que a moeda nacional começou a afundar.

A moeda nacional mantém ritmo acelerado de depreciação com o euro a passar a barreira dos 900 kwanzas e o dólar acima dos 800 kwanzas no mercado oficial. Nesta quarta-feira, 1 dólar já custa 822,3 Kwanzas, o que representa uma depreciação de 1% em relação ao câmbio do dia anterior, de acordo com cálculos do Expansão.

Já a nota de um euro está a ser negociada a uma taxa de câmbio média de 900,7 kwanzas.

As estatísticas do mercado cambial do Banco Nacional de Angola (BNA) apontam que ainda ontem (terça-feira) o kwanza estava a ser negociado a uma taxa média de câmbio de 814,2 kz para uma nota de 1USD, e 893,6 kz para 1 euro. Nesta quarta-feira, para adquirir 1 USD tem de se pagar pelos mais 9 kz em relação a terça-feira.

Se compararmos em relação a quarta-feira da semana passada, quando o dólar estava a ser negociado a 755,7 Kwanzas, a moeda nacional caiu mais 8% no espaço de uma semana.

As kinguilas também têm acompanhado a dinâmica do mercado. Ao que o Expansão apurou, nesta quarta-feira, uma nota 100 de 1 USD está a ser negociada a 795 kz, isto é, paga-se 83.500 kz por cada 100 USD, ao passo que o euro está a ser vendido a 93.000 Kz por cada 100 euros.

Vale notar que em Janeiro deste ano 1 USD valia pouco mais de 503 Kz, aproveitando a ressaca do ano eleitoral e a dissipabilidade do Tesouro Nacional (maior provedor de moeda estrangeira no mercado cambial). Depois que o Tesouro se ausentou, devido aos compromissos com a despesa pública, o mercado cambial entrou em stress.

Assim, o Kwanza continua a depreciar face às principais moedas, desde 12 de Maio, período em que a moeda nacional começou a afundar. EXPANSÂO

Rate this item
(0 votes)