Sexta, 22 de Janeiro de 2021
Follow Us

Terça, 12 Janeiro 2021 15:23

Inflação em Angola subiu para 25,10% em dezembro, valor mais alto desde outubro de 2017

O Índice de Preços no Consumidor Nacional (IPCN) em Angola fixou-se em dezembro em 25,10%, o valor mais elevado desde outubro de 2017, e que representa um acréscimo de 8,20 pontos percentuais face ao período homólogo.

Segundo os dados hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) de Angola, a variação homóloga situa-se em 25,10%, registando um acréscimo de 8,20 pontos, e o índice de preços registou uma variação mensal de 2,06%, destacando-se as províncias da Lunda Norte com 2,31%, Luanda com 2,19%, Cunene e Bié com 1,96% cada, como as que tiveram maiores subidas nos preços.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas”, com 2,41%, foi a que registou o maior aumento, sendo também relevantes os acréscimos verificados nas classes “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” (2,02%), “Saúde” (1,94%) e “Bens e Serviços Diversos” (1,90%).

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços com 1,17 pontos percentuais durante o mês de dezembro, seguindo-se o “Vestuário e Calçado”, “Habitação, Água, Eletricidade e Combustíveis” e “Bens e Serviços Diversos” com 0,14 pontos percentuais cada.

Entre os 24 produtos selecionados da estrutura que compõe o cabaz, que mais contribuíram para a taxa de variação do IPCN em dezembro de 2020 destacam-se o tomate e massa de tomate, renda de casa, calças para mulher, miudezas de vaca e leite condensado.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up