Segunda, 15 de Abril de 2024
Follow Us

Segunda, 28 Agosto 2023 14:54

ANIESA proíbe consumo de Sumo Frooti após detenção de empresário por vender produto expirado

Autoridade Nacional de Inspeção Económica e Segurança Alimentar (ANIESA), apelou nesta segunda-feira, 28 de agosto, a todos os consumidores, no sentido de estarem atentos e não consumirem o sumo Frooti, e onde verificarem a comercialização dos mesmos devem denunciar.

A medida da ANIESA surge na sequência de uma denúncia pública, por vídeo que circula nas redes sociais, que indiciava a adulteração da data de validade de pacotes de sumo de marca FROOTI de sabor maçã do lote n.° L21001894, pertencente a Empresa FUTURE GROUP INDUSTRIAL, SA, sendo que o produto possui a data de validade vencida desde 18 de fevereiro de 2023.

Nesta conformidade, a ANIESA desencadeou um trabalho inspectivo na referida fábrica, de forma a aferir os factos, tendo constatado a existência de 8.791 caixas de sumo desta marca, que encontravam-se alocadas de forma isolada, numa área específica. De salientar que a referida empresa, havia solicitado a autorização da ANIESA para a inutilização de 9.272 caixas de sumo.

Assim, verificou-se a falta de 482 caixas de sumo, um total de 2.892 pacotes de sumo."Atendendo que neste momento decorrem trabalhos investigativos pelos órgãos competentes para apurar o destino dado às caixas em falta, a ANIESA apela a todos os consumidores, no sentido de estarem atentos e não consumirem o referido sumo, e onde verificarem a comercialização dos mesmos devem denunciar pelos terminais telefónicos: 949 85 15 65 ou pelo whatsapp: 949 85 12 71, e deste modo ajudar a preservar a saúde de todos os cidadãos", avança em nota.

Recordar que, as autoridades angolanas detiveram um português de 52 anos na sequência da apreensão de 9.760 caixas de sumo cujas datas de validade estavam expiradas e seriam supostamente adulteradas, conforme um vídeo posto a circular nas redes sociais.

Segundo um comunicado do Serviço de Investigação Criminal (SIC) as caixas de sumo Frooti, produzidas numa unidade fabril chamada Future Group Industrial, em Luanda, foram apreendidas na sexta-feira e apresentavam datas de validade vencidas, nos meses de janeiro, fevereiro, maio e julho.

“A apreensão é resultado de uma denúncia pública feita através de um vídeo posto a circular nas redes sociais, sobre a existência de uma fábrica onde procediam a lavagem das datas de validade do sumo de marca Frooti para a sua posterior adulteração”, adianta-se na nota de imprensa.

No local, as autoridades comprovaram a caducidade do produto, existindo fortes suspeitas de parte desse lote ter sido já colocado no mercado. Os bens apreendidos estão avaliados em cerca de 20 milhões de kwanzas (22 mil euros).

Na sequência dos factos foi detido o cidadão português, representante da empresa, “que será presente ao Ministério Público para ulteriores trâmites processuais, enquanto prosseguem ações para o esclarecimento total deste crime”, referiu o SIC.

Rate this item
(0 votes)