Quarta, 28 de Fevereiro de 2024
Follow Us

Terça, 08 Agosto 2023 15:23

Rutura de cabos submarinos afeta comunicações internacionais de Angola

Uma rutura de cabos submarinos, provavelmente associada a correntes fortes do rio Congo pode afetar as comunicações dos países a sul da República Democrática do Congo, devendo sentir-se em Angola “ligeira degradação na qualidade da Internet”, foi hoje anunciado.

O corte simultâneo nos três principais cabos submarinos (WACS, SAT3 e ACE), que ligam a costa ocidental de África à Europa, terá ocorrido a mais de 150 quilómetros do estuário do rio Congo, afetando sobretudo as comunicações internacionais com a Europa, refere um comunicado da Angola Cables.

“De momento, ainda não são conhecidos mais pormenores sobre a exata localização e a causa dos cortes, mas a ser confirmada a localização, não será a primeira vez que as fortes correntes do rio Congo provocam ruturas nos sistemas submarinos”, aponta a empresa.

Segundo a Angola Cables, os consórcios que gerem os respetivos sistemas submarinos já estão a trabalhar na reparação dos cortes, esperando-se que as comunicações sejam repostas até ao princípio de setembro.

Em Angola vai sentir-se apenas uma ligeira degradação na qualidade da Internet e das comunicações já que a Angola Cables continua a garantir as comunicações internacionais angolanas através de uma rota alternativa, disponibilizada pelos sistemas submarinos SACS e Monet, que ligam Luanda ao Brasil aos Estados Unidos da América.

A Angola Cables avança, na nota, que estas ruturas são causadas maioritariamente por causas naturais, por isso as redes de cabos submarinos e as operadoras internacionais têm planos de redundância onde o tráfego de Internet pode ser desviado.

“Neste caso, o cabo SACS afirma-se como uma alternativa importante que Angola disponibiliza para transportar tráfego enquanto as reparações são efetivadas”, refere a operadora.

Rate this item
(0 votes)