Sábado, 18 de Mai de 2024
Follow Us

Terça, 23 Janeiro 2024 14:42

Governo garante ter dinheiro para operacionalizar Fundo Nacional de Emprego

O Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social “MAPTSS”, diz que em breve vai dar expressão aos seus projectos e programas de empregabilidade. A Ministra Teresa Dias assegura que já está viabilizado o modelo de gestão para a operacionalização do Fundo Nacional do Emprego, conformado em 21 mil milhões de Kwanzas.

O referido fundo, avaliado acima dos 21 mil milhões de kwanzas, foi criado no ano passado, pelo Executivo, para garantir os recursos financeiros necessários à promoção de iniciativas públicas e privadas, com vista a inserção de recém-formados e desempregados no mercado de trabalho. A ministra da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS), Teresa Dias, garantiu, recentemente, na província do Huambo, que o Executivo já tem disponível as verbas para a execução e operacionalização do Fundo Nacional do Emprego.

Aprovado no mês de Maio, em Luanda, durante a 4.ª Reunião Ordinária da Comissão Económica do Conselho de Ministros, o Fun- do Nacional de Emprego de Angola (FUNEA) terá como público-alvo e foco a juventude, por representar a maior taxa de desemprego no país Segundo Teresa Dias, dentro dos próximos dias vai assistir-se, pelo país, ao lançamento de projectos ligados à empregabilidade, porque já está viabilizado o modelo de gestão para a operacionalização do Fundo Nacional de Em- prego de iniciativa do Executivo.

Segundo a ministra, esse fundo vai receber recursos extraordinários do Tesouro avaliados em mais de 20 mil milhões de kwanzas e as suas acções vão estender-se por todo o país. Teresa Dias referiu ainda que o valor em referência não é suficiente para cobrir todas as necessidades que se impõem, mas, destacou, vai servir para atender parte significativa da causa em prol da geração de empregos. “Já dá para começarmos a fazer alguns projectos de grande impacto, sobretudo daqueles que chamamos de aceleradores da empregabilidade”, apontou.

Rate this item
(0 votes)