Sábado, 25 de Junho de 2022
Follow Us

Domingo, 09 Janeiro 2022 21:37

Miss Huíla 2018 foi posta em liberdade por insuficiência de provas

A cidadã Beatriz Alves, de 23 anos de idade, Miss Huíla 2018, foi posta em liberdade nesta sexta-feira, 07 de janeiro, por insuficiência de provas, uma semana depois de ter sido detida pela Policia Nacional naquela província.

Segundo o advogado de Beatriz Alves, Clementino Capela, durante o período em que a sua cliente esteve presa, foram feitas deligências que permitiram apurar a sua inocência e o Ministério Público (MP) entendeu não haver culpa na mesma.

Clementino Capela, afirmou que ficou igualmente provado que Beatriz Alves não tem a ver com o crime de que é acusada, devendo passar agora de arguida para declarante no processo-crime que envolve três supostos marginais com esta oraacusados.

"Nunca houve qualquer envolvimento da cidadã em causa nos crimes que lhe foram imputados, ela é inocente e já se encontra no seio da sua família" esclareceu Clementino Capela.

A eleita miss Huíla, em 2018, Beatriz Alves, foi detida numa quarta-feira, 29 de Dezembro, no Lubango, pela Polícia Nacional, indiciada nos crimes de associação criminosa e roubo qualificado.

Segundo dados que Angola24horas teve acesso, Beatriz Alves, tratava supostamente das diligências de assalto com o grupo de marginais desmantelado pela polícia no pretérito dia 11 de Dezembro.

O grupo de supostos marginais considerado "altamente perigoso" dedicava-se na prática de roubos em lojas, cantinas, farmácias, viaturas e a pessoas, na comuna da Arimba, município do Lubango, numa rede liderada por um indivíduo conhecido por Tony, com antecedentes criminais, foragido da província de Luanda há aproximadamente três meses.

A quadrilha é integrada por um pastor da igreja Pentecostal do Reino de Deus e um mecânico, todos detidos no último dia 11.

Após confirmação da detenção da cidadã, o porta-voz da Polícia Nacional na Huíla, inspector-chefe Fernando Tongo, afirmou que a mesma estava foragida, razão pela qual só foi possível realizar a sua detenção um pouco tarde mediante um mandato.

Rate this item
(0 votes)