Quinta, 20 de Janeiro de 2022
Follow Us

Sábado, 30 Outubro 2021 20:51

Teixeira Cândido evita comentar sobre acusações contra si e diz ser uma questão fútil

O Secretário geral do Sindicato dos Jornalistas Angolanos, Teixeira Cândido, ao ser questionado sobre as acusações que pesaram contra si esta semana, recusou-se a comentar sobre os pronunciamentos e os considerou fúteis demais para ser discutidos publicamente.

De acordo com Teixeira Cândido, durante a entrevista à MFM, trata-se de um assunto que não merece discussão pública, o qual reduziu a nada, não devendo, segundo este, ocupar espaço que deveria ser usado para assuntos mais estruturantes que visam discutir o país.

"Acho que é uma questão fútil. Há pessoas que querem palcos e têm eventualmente interesses de terem cargos e outras coisas. Então têm que escolher sempre um alvo e desta vez fui eu como já foram todos outros", considerou Teixeira.

Refira-se que, o Secretário geral do Sindicato dos Jornalistas Angolanos, Teixeira Cândido, foi acusado, por um cidadão identificado como David Zeiter, de ter decidido colocar em marcha acelerada, um plano de desestabilização dos órgãos de comunicação social públicos.

A mesma acusação, avançou que Teixeira Cândido, recebeu financiamento das mãos de Adalberto Costa Júnior, presidente destituído da UNITA para colocar tal plano em acção e indica nomes de vários profissionais de comunicação social, num eventual envolvimento dos actos.

O plano, segundo avançou igualmente, previa medidas de sabotagem como o desligamento dos emissores da RNA, tarefa atribuída ao técnico daquela casa de rádio, Nazaré Simão, bem como a sabotagem do sistema de fibra óptica da TPA, tarefa coordenada pelo técnico de informática, Yuri da DTI e pelo veterano jornalista Manuel da Silva, que alegadamente ambiciona o cargo de PCA da televisão.

"Aliás, Manuel da Silva é responsável pelos últimos actos de sabotagem na área de emissão da TPA. A intentona foi descoberto pela direcção da TPA que desmantelou a rede de sabotadores que integra também o Kuvingua e o Chipita, um ladrão de dinheiro da TVC. Numa bebedeira recente, Manuel da Silva, que é soropositivo aameaçou que não morrerá enquanto não assaltar o poder na TPA, com a colaboração do Teixeira Cândido", conforme se lê.

Na Edições Novembro, segundo a acusação, o núcleo de sabotadores escalados para destruir a rotativa da Cuca, é chefiado pelo veterano Guilherme Alberto e Alberto Pegado, cuja destruição rotativa estava supostamente prevista para a noite da quarta-feira passada, depois de uma alegada arruaça que se devia promover no período da tarde do mesmo dia.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up