Sábado, 10 de Abril de 2021
Follow Us

Quinta, 28 Janeiro 2021 17:40

Precisamos de líder para realizar o sonho de Savimbi "angolano em primeiro lugar"- Samussuku

Angola, depois de longos anos de má governação, precisa de um líder que seja capaz de conduzir o país para reformas profundas, desde a garantia dos direitos civis e políticos, direitos económicos e de outra natureza, conforme o activista Hitler Samussuku.

Na publicação nas redes sociais, no seu oficial Facebook, este recorda que, na sua obra "O Principe", Maquiavel aconselha os decisores políticos a serem "prudentes como as pombas e astutos como as serpentes".

De acordo com o activista, o maior partido da oposição angolana, UNITA, escolheu, como lema para este ano "a mobilização dos patriotas para alternância do poder", num contexto em que milhares de angolanos acreditam que o MPLA, já deu tudo que tinha para dar.

Neste mesmo contexto, considera igualmente, se acredita que João Lourenço é tão mentiroso quanto José Eduardo dos Santos e que seus objectivos são muito mais por acumulação primitiva de capitais e olhar o Estado como uma propriedade exclusiva do seu partido.

Avança ainda Samussuku que, Angola precisa de despartidarização das instituições, institucionalização das autarquias locais, reforma do sistema eleitoral, bem como a reestruturação da CNE, com vista a produzir representantes legítimos e comprometidos com a pátria.

"João Lourenço, Miala, Laborinho e outros já provaram, por A mais B que não são patriotas. Nós precisamos de um líder para realizar o sonho de Jonas Savimbi, de colocar o angolano em primeiro, segundo, terceiro lugar e sempre no centro das políticas públicas e para isso temos que escolher o Adalberto Costa Junior", enfatiza o activista cívico.

Hitler, revelou também que, há algumas pessoas que estão irritadas devido a manifestação de apoio publicamente a UNITA.

"A pergunta que devemos fazer a essa gente é: De que lado estás? Alguns farão recurso a questão da cidadania para justificar os seus argumentos, mas nós que estamos empenhados pela mudança de regime, devemos lhes dizer procurai primeiro o reino político e o resto vos será acrescentado", apela.

Nesta fase, prosseguiu, precisamos sim assumir publicamente que somos soldados contra o MPLA e a favor da UNITA.

"Diferente de João Lourenço, Adalberto Costa Júnior pretende ser Presidente de todos os angolanos sem discriminação. Por isso, temos que apostar nele para o bem de todos nós", remata.

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up