Sábado, 22 de Junho de 2024
Follow Us

Segunda, 10 Agosto 2020 14:48

Avista-se uma taxa de natalidade acima da média devido a pandemia em Angola

O confinamento social, que dura mais de quatro meses em Angola, devido a situação pandêmica pelo novo coronavírus, faz com que o país venha registar uma taxa de natalidade acima da média, nos próximos meses, soube Angola24Horas.

Durante uma ronda, na manhã desta segunda-feira, 10, nalguns centros de saúde no Município do Kilamba Kiaxi, nos foi possível constatar o crescido número de gestantes que procuram pelos serviços de consultas pré-natal, excedendo o número diário de outros serviços, com idades compreendidas entre os 16 e 25 anos.

Do Hospital Geral Especializado do Avô Kumbi, informações obtidas dão conta de que diariamente são atendidas pelo menos 10 mulheres, quando anteriormente era mais de 30, redução justificada como medida de prevenção contra o coronavírus, mas que os números continuam a crescer cada vez mais.

Uma das adolescentes de 17 anos de idade, que aceitou falar em entrevista, revelou que engravidou do seu primeiro filho sem querer e arrependida jurou cuidá-lo até que se venha sentir responsável o suficiente para formar uma família.

"Passei mal nos primeiros dias por falta de apoio familiar porque depois de duas semanas do estado de emergência, sem fazer nada, estava me sentir presa em casa, então comecei a sair e aqui está a consequência de ter desobedecido os meus pais", disse acrescentando que por lado também sofreu desprezo dos meus amigos e colegas.

Contactado pelo Angola24Horas, para falar sobre possíveis consequências enquanto durar o Decreto sobre o estado de emergência, no país, o Jurista e Escritor angolano, Adilson Salvador, avançou que agora não há condições para levantar a cerca sanitária de Luanda, defendendo que o Estado deveria fazer mais para manter o povo tranquilo.

Enquanto continuarem as dificuldades entre as famílias, continuou aquele profissional, poderemos também ter uma crise de frustração por parte dos cidadãos e uma alta taxa de natalidade mais assustadora ainda, nos próximos meses.

" Outrossim, para a nota positiva, prevê-se que teremos também maior produção literária porque os autores e escritores têm mais tempo para pensar e escrever as suas vivências", afirmou.

Adilson Salvador defendeu igualmente o uso rigoroso da máscara e aplicação da multa ou detenção por desobediência, e que o Estado deve fazer distribuição gratuita de álcool em gel, o sabão, garantir água para todos poderem se higienizar, contando também com apoio de outras empresas no âmbito da sua responsabilidade social.

Por Armando Makengo

Rate this item
(2 votes)