Domingo, 20 de Junho de 2021
Follow Us

Quarta, 13 Novembro 2013 19:02

Eduardo dos Santos diz que está há "muito tempo" no poder Featured

O Presidente de Angola confessou esta terça-feira que considera estar há “muito tempo” no poder. Em declarações à televisão TVBand, citadas pelo Jornal de Negócios, o chefe de Estado angolano adiantou ainda que a continuidade no cargo se deveu a “razões conjunturais”.

O Presidente angolano garante que “daqui para a frente as coisas vão mudar”, "acho que é muito tempo. Até demasiado. Mas também temos que ver as razões conjunturais que nos levaram a essa situação", afirmou José Eduardo dos Santos quando lhe perguntaram se não achava que estava há demasiado tempo no poder.

José Eduardo dos Santos, 71 anos, substituiu o primeiro Chefe de Estado angolano, António Agostinho Neto, em 1979 e a guerra civil foi a razão apresentada para justificar a sua longevidade no exercício do poder.

 "Se tivéssemos retomado o processo regular de realização de eleições em 1992, certamente hoje já não estaria aqui. Mas a conjuntura não o permitiu", avançou, assegurando que "daqui para a frente as coisas vão mudar".

Sobre a sua sucessão, José Eduardo dos Santos afirmou que a questão está a ser debatida no seio do MPLA, para o que estão a ser "ensaiados vários modelos". "Estamos a ensaiar vários modelos de como a transição poderá ser feita. Se é feita a nível do Estado, se é feita a nível do partido, se se faz de uma vez. Enfim, estamos a estudar, tendo sempre em conta que é preciso manter a estabilidade", frisou.

 Na entrevista, realizada em finais de Outubro, José Eduardo dos Santos abordou ainda a luta de libertação nacional e as razões da guerra civil, as relações com o Brasil e o último processo eleitoral, de Agosto de 2012.

Nestas eleições, o Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), que lidera, renovou a maioria absoluta alcançada em 2008, mas teve menos 10% de votos. José Eduardo dos Santos explicou esta descida como o reflexo de uma "crise de crescimento" do partido no poder. "Temos que admitir que haja crescimento também do lado da oposição", adiantou.

A entrevista, feita pelo jornalista Franklin Martins, que foi ministro da Comunicação Social do antigo Presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, integra uma série intitulada "Presidentes Africanos", da produtora Cine Group, com presidentes de cinco países africanos: Angola, África do Sul, Moçambique, Nigéria e Congo.

 

LUSA

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up