Sábado, 08 de Mai de 2021
Follow Us

Segunda, 04 Novembro 2013 13:35

Presidência do PRS nega sobrefacturação de três milhões de dólares

Os órgãos superiores do Partido da Renovação Social (PRS) negaram que o presidente Eduardo Kwangana tenha sobrefacturado três milhões e oitocentos mil dólares norte americanos na compra do material da campanha eleitoral de 2008 na China.

Segundo os acusadores, o presidente do PRS e os seus colaboradores adquiriram no mercado chinês propaganda eleitoral no valor de 500 mil dólares e Kwangana cobrou ao partido três milhões de dólares.

Na sequência desta polémica, uma fonte próxima à presidência do PRS confidenciou ao Novo Jornal que vão processar, nos próximos tempos, alguns membros da direcção do partido que lideram uma campanha de conspiração contra a organização e o seu presidente.

Durante a campanha eleitoral de 2008, o PRS não consumiu material de propaganda encomendada à revelia das estruturas do partido. Tudo foi adquirido em consenso, defendeu a fonte, salientando que existem determinados elementos descontentes que querem descredibilizar o partido.

Os que questionam a gestão da organização liderado por Kwangana alegam que a subfacturação deixou o PRS em situação de bancarrota e os seus militantes foram sacrificados. O PRS tem órgãos de direcção estatutários, o Presidente usurpou as competências e atribuições do Comité Nacional, do Conselho Político e do Secretariado Executivo Nacional, acusam.

Para os defensores do presidente, os elementos por detrás desta campanha são conhecidos e agem assim por não terem constado nos primeiros lugares da lista dos deputados durante as eleições de 2012. O partido tem muitos quadros e todos devem ser rodados diz a fonte, lamentando que essa atitude possa fragilizar a base eleitoral do PRS.

O PRS é uma formação política que já participou nos três pleitos eleitorais que aconteceram em Angola. Nas primeiras eleições de 1992 , o partido conseguiu seis deputados, em 2008 subiu para oito e nas últimas recuou para três. O Partido de Renovação Social (PRS) foi fundado a 18 de Novembro de 1990 em Luanda, por um grupo de patriotas de origem social humilde.

NJ

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up