Sexta, 14 de Junho de 2024
Follow Us

Quinta, 06 Junho 2024 21:02

Higino Carneiro é livre de se candidatar à liderança do MPLA, diz porta-voz do partido

O secretário para a Informação do MPLA, Esteves Hilário disse nesta quinta -feira, 6, à Voz da América que o general Higino Carneiro não está impedido de se candidatar à liderança do partido enquanto estiver "em pleno gozo dos seus direitos políticos".

"O camarada Higino Carneiro é membro da direção do partido e é livre, como qualquer militante, de apresentar a sua candidatura", precisou Esteves Hilário, sem gravar a entrevista.

O dirigente do partido no poder considerou "inoportuna" a declaração do general Higino Carneiro que se poderá candidatar por entender que "a eleição do presidente do partido é feita no âmbito do processo orgânico do congresso ordinário que só está para 2026".

“Qualquer assunto sobre candidaturas agora é extemporâneo", acrescentou.

De acordo com o porta-voz do MPLA, no momento próprio, "a direção do partido vai anunciar publicamente a abertura das candidaturas para a liderança do partido e essas candidaturas podem ser ou não validadas pela Comissão de Mandatos".

O analista político e social, João Lukombo Nzatuzola diz ser "um bom sinal" a intenção manifestada por Higino Carneiro depois de, em 2021, o engenheiro Francisco Venâncio ter sido o primeiro militante do MPLA a ter a coragem de concorrer com o seu líder para o cadeirão mais alto do partido no poder em Angola.

“Já é sinal de que há uma maior mobilidade de militantes no sentido de terem legitimidade de serem eleitos internamente”, defendeu Lukombo.

O general angolano Higino Carneiro admitiu recentemente concorrer à liderança do MPLA, no Congresso de 2026, e, assim, ser o candidato do partido no poder à Presidência da República.

“Estou a ponderar concorrer à liderança do MPLA, mas nosso partido tem Estatutos, é necessário que o Comité Central defina os passos para que surjam candidaturas. Havendo essa oportunidade, estarei na linha da frente”, disse à Rádio Correio da Kianda, no sábado, 1.

O antigo governador de Luanda e de Cuando Cubango sublinhou que os estatutos do partido no poder permitem múltiplas candidaturas.

Na entrevista, Higino Carneiro reconheceu ser "necessário haver algumas mudanças” e, por isso, destacou ter "chegado o momento do MPLA recuperar a mística ganhadora que se traduziu ao longo dos anos num partido organizado, forte, coeso, disciplinado e sempre olhando para o futuro com confiança”.

“Estamos bem, mas precisamos de mudar, melhorar o nível de organização, estar mais presente na base. Devemos transmitir nossa experiência de maneira que os militantes consigam fazer bem o seu papel”, disse Higino Carneiro, que desafiou os militantes do partido no poder a se envolverem "na empreitada que o país precisa para realmente termos um futuro com o desenvolvimento que nos agrade".

A Voz da América contactou Higino Carneiro que respondeu: "Não estou a dar entrevistas. Se for para me ouvir, já disse o que, por agora, tinha a dizer".

Rate this item
(0 votes)