Domingo, 14 de Julho de 2024
Follow Us

Sexta, 03 Março 2023 15:47

Macron saúda PR angolano por “papel estratégico” e empenho na estabilidade regional

O Presidente francês, Emmanuel Macron, saudou hoje o seu homólogo angolano pelo “papel estratégico” que tem tido na região, assinalando o seu empenho na estabilidade regional.

Macron falava no Palácio Presidencial, em Luanda, após um encontro com João Lourenço, e evocou numa curta declaração à imprensa a situação de conflito da República Democrática do Congo (RDCongo) e o papel desempenhado pelo chefe de Estado angolano na procura de um cessar-fogo com os rebeldes do M23 e nas negociações em curso para alcançar a paz.

Abordou ainda a cooperação bilateral em vários domínios, incluindo educação e investigação, apontando os acordos que foram assinados hoje e outros que serão assinados ao longo dos próximos dias nas áreas de meteorologia, reforço da defesa, formação e segurança marítima.

No centro da visita de Macron a Angola esteve também o reforço da parceria em matéria agrícola, incluindo nas áreas de formação profissional, financiamento, e apoio veterinário,

O Presidente francês disse que se encontrou também com o ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente, Adão de Almeida, com quem falou sobre esta nova etapa na produção agrícola, apontando áreas de interesse na transformação agrícola, enquadradas na estratégia de soberania alimentar “em que acreditamos para o continente africano”.

Em matéria de infraestruturas, França continua presente em Angola, bem como na educação, cujo projeto mais recente é a Escola 42.

Elogiando o empenho do Governo angolano na diversificação económica, Macron salientou que os acordos assinados são importantes para alcançar este desígnio.

É também objetivo do Presidente francês “construir parcerias equilibrada” e trabalhar com o setor privado, desenvolvendo “uma estratégia 'Made in Africa' que deve tornar-se um marco de referência", sustentou.

Macron indicou igualmente que as reformas do Governo angolano têm permitido melhorar o ambiente de negócios, bem como a gestão das finanças públicas, governança do setor financeiro e operacionalização das parcerias público-privadas.

O chefe de Estad francês abordou ainda a restituição de obras de arte, agradecendo as duas esculturas que foram restituídas ao país e que faziam parte do espólio do palácio de Versalhes, considerando que Angola é “uma exceção”.

O Presidente francês chegou pelas 11:45 locais (menos uma hora em Lisboa) e foi recebido com honras militares no Palácio Presidencial, tirou a foto oficial e subiu para um encontro com o seu homólogo, que durou cerca de uma hora.

Na breve passagem por Angola, onde chegou acompanhado com cerca de 50 empresários, Macron participou hoje de manhã no encerramento do Fórum Empresarial Angola-França, onde foi lançada a parceria para mobilização de empresas na área agrícola e agroindustrial.

O chefe de Estado francês segue agora para a próxima etapa do seu périplo africano, após ter visitado o Gabão, deslocando-se a Brazzaville (República do Congo) e chega ainda hoje a Kinshasa (República Democrática do Congo), onde termina a viagem.

Rate this item
(0 votes)