Quinta, 06 de Outubro de 2022
Follow Us

Quarta, 10 Agosto 2022 15:29

Eleições 2022: Empresa de sondagens POB Brasil sem registo no Tribunal Eleitoral brasileiro

A empresa de sondagens POB Brasil, citada pelos órgãos de comunicação social angolanos pela realização de uma pesquisa eleitoral que dava a vitória ao MPLA, não se encontra nos registos do Tribunal Superior Eleitoral do Brasil.

O POB Brasil, POB-Pesquisas Organizadas do Brasil, identificada pela imprensa como “um dos maiores sites de opinião e pesquisa, com foco em diversas áreas, como política e social”, nunca realizou qualquer sondagem que tenha sido certificada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) brasileirio, segundo uma pesquisa na secção “Consulta às pesquisas registadas” no site do tribunal brasileiro.

Uma nota no final de 2021 divulgada pelo TSE indicava que a partir de 01 janeiro deste ano “todas as entidades ou empresas que realizarem pesquisas de opinião pública sobre intenção de voto em possíveis candidatos à Presidência da República devem fazer o registo prévio no Tribunal Superior Eleitoral (TSE)”.

À Lusa, o editor do portal online Pindograma, que regista o Ranking de Institutos de Pesquisa no Brasil, Daniel Ferreira, é taxativo: "Nunca ouvi falar dessa empresa de pesquisa. E não encontrei nenhuma menção a ela no Registo de Pesquisas do Tribunal Superior Eleitoral brasileiro para o período 2012-2022".

A empresa em questão não fez qualquer registo nem consta na lista de pesquisas eleitorais brasileiras realizadas no passado.

O POB Brasil, ou POB-Pesquisas Organizadas do Brasil, também não está identificado com qualquer um destes nomes na página da Receita Federal do Brasil onde se consulta os nomes de empresas registadas no país.

No website do POB Brasil não existe nenhum contacto telefónico ou de correio eletrónico para se contactar os responsáveis.

Na página há ainda uma menção com um link para cursos de formação do Arquivo Nacional, um orgão governamental brasileiro mas que não está relacionado com sondagens.

“O projeto POBBrasil já tem algum tempo e foi crescendo progressivamente tanto na sua esfera de ação quanto na equipe que a constitui”, lê-se no website desta alegada empresa de sondagens brasileira, criado no dia 21 de julho, um dia antes de ter sido divulgada a sondagem.

“Somos um site de sondagens e pesquisas brasileiro, que conta com uma equipe diversificada na sua formação. O nosso propósito, é trazer resultados de opinião e sondagens em diversas áreas, como a política e social. Nelas procuramos desenvolver técnicas específicas das comunidades estudadas no Brasil. As pesquisas do POB abrangem países em desenvolvimento e emergentes”, identifica-se assim a alegada empresa no seu website.

Segundo a sondagem em questão, realizada com 1.500 eleitores, por telefone, entre os dias 16 e 21 de julho de 2022, com um grau de confiança de 95% e com uma margem de erro máxima de 3%, o partido angolano MPLA venceria as eleições com 62% dos votos, à frente da UNITA que conta com 33%.

As eleições gerais angolanas, quinto escrutínio da história política do país, estão marcadas para 24 de agosto e oito formações políticas, em campanha eleitoral desde 24 de julho passado, caçam o voto pelo país.

Mais de 14 milhões de eleitores estão inscritos nos cadernos eleitorais incluindo cerca de de 22 mil angolanos residentes no exterior.

Rate this item
(0 votes)