Segunda, 26 de Fevereiro de 2024
Follow Us

Segunda, 14 Março 2022 18:37

João Lourenço pede investimento estrangeiro na agricultura face à 'provável crise alimentar' mundial

O Presidente angolano, João Lourenço, pediu hoje, na Praia, o investimento estrangeiro em Angola no setor da agropecuária, face às potencialidades do país e à “provável crise alimentar” que o mundo enfrentará.

“Mais do que nunca, o mundo deve-se preparar para uma provável crise alimentar que esta aí a chegar. Por isso, investir na agricultura, investir na pecuária, investir nas pescas, ali onde for possível, é algo que os estadistas devem ter nas suas agendas”, apelou João Lourenço.

O chefe de Estado angolano falava após reunir-se com o primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, na visita que está a realizar ao arquipélago.

“Angola, tanto como outros países do mundo que têm vocação para a agricultura, tem as portas abertas aos investidores estrangeiros”, afirmou João Lourenço, aludindo à disponibilidade que também avançou anteriormente de disponibilizar terrenos para investidores cabo-verdianos cultivarem em Angola para garantir as necessidades alimentares de Cabo Verde e para exportação.

Sem nunca se referir à situação na Ucrânia e à invasão da Rússia, que fez disparar os preços de alguns alimentos em todo o mundo, João Lourenço recordou as “grandes potencialidades” de Angola na agropecuária, como as “abundantes terras aráveis”, o clima e a água.

“O que Angola precisa é de investimento. Nós precisamos de investimento dos próprios angolanos, mas também de investidores estrangeiros, entre os quais se encontram com certeza os investidores cabo-verdianos, para produzir alimentos em abundância”, disse ainda o chefe de Estado angolano.

João Lourenço chegou no domingo à Praia e iniciou hoje o programa oficial da visita de Estado a Cabo Verde, retribuindo a que foi realizada em janeiro pelo Presidente cabo-verdiano, José Maria Neves, a Luanda.

Durante a tarde, João Lourenço vai ainda fazer uma intervenção numa sessão especial na Assembleia Nacional e na terça-feira viaja para o Mindelo, na ilha de São Vicente, onde vai visitar pontos de interesse económico, como a empresa de conservação de pescado Frescomar e a Estação de Produção de Água dessalinizada, além de receber as chaves da cidade.

A partida de Cabo Verde, a partir da ilha de São Vicente, está prevista para quarta-feira.

Rate this item
(0 votes)